ANO: 26 | Nº: 6543
25/01/2020 Esportes

Bagé divulga lista de amistosos preparatórios

Foto: Yuri Cougo Dias

Treinamentos começaram na quarta-feira
Treinamentos começaram na quarta-feira
Um dia após apresentar os 29 jogadores que vestirão as cores amarelo e preto na Divisão de Acesso, a diretoria jalde-negra já começa a projetar os testes preparatórios da pré-temporada. A tendência é de que o primeiro jogo-treino seja realizado no dia 2 de fevereiro, contra uma equipe amadora de Candiota, no estádio Pedra Moura. Depois, a direção planeja dois confrontos contra o Fronteira, de Rivera, nos dias 9 (em Bagé) e 15 de fevereiro (no estádio Atílio Paiva, em Rivera).
O detalhe é que os uruguaios se organizam para retornar ao futebol profissional. Portanto, ingressariam, em 2020, na terceira divisão uruguaia. E o jalde-negro seria o primeiro grande teste. Por fim, há a intenção de serem agendados dois duelos em Pelotas, possivelmente diante da dupla Bra-Pel. Com este cronograma, a comissão técnica moldará toda a preparação antes da estreia na Divisão de Acesso, programada para 1º de março, contra o Lajeadense, na Arena Alviazul.

Preparação física com trabalho integrado

Embora a apresentação tenha sido na noite de quinta-feira, desde quarta-feira cerca de 15 jogadores já começaram as atividades na Rainha da Fronteira. Quem chegava já era submetido aos tradicionais exames médicos e avaliações, que traçam medições corporais, a fim de que o trabalho seja individualizado posteriormente. Sexta pela manhã foi a primeira vez que o grupo treinou com o elenco completo. Os 29 atletas foram divididos em dois grupos. Enquanto um estava na academia, o outro realizava corridas em volta do gramado do estádio Pedra Moura. À tarde, os jogadores que chegaram por último foram submetidos aos exames e avaliações. Para este sábado (manhã e tarde) e domingo (pela manhã), a comissão técnica prevê treinos físico/técnico no Complexo Militão.
O diferencial deste ano é a duplicação de profissionais que cuidarão da parte física do clube. O setor ficará sob a responsabilidade de Rafael Fernandes, que exerceu a função na Copa Seu Verardi, ano passado, e de Sílvio Rogério da Silva, que trabalhou com o técnico Badico no São Paulo de Rio Grande (2019), Bagé (2018) e São Gabriel (2018). Sílvio também terá a atribuição de auxiliar Badico no aspecto técnico-tático. "No trabalho de hoje (sexta-feira) de manhã, só conseguimos dividir em dois grupos alternados porque tínhamos dois profissionais para monitorar o trabalho", argumenta Sílvio.
No final de novembro, assim que acertaram contrato com o Bagé, ambos os profissionais elaboraram uma planilha de treinos que os jogadores teriam que cumprir no período de férias, a fim de se apresentarem nas melhores condições. Mas além do aspecto físico, o diálogo é outro aspecto que promete ser enaltecido no dia a dia do clube. Sílvio argumenta que, ao contrário do que muitos pensam, a vida pessoal interfere diretamente no rendimento físico e técnico. Por isso, a necessidade de um contato mais estreito com os atletas.
Questionado sobre o por quê de ter aceitado o novo projeto, Sílvio atribui às condições do clube e da fidelidade com Badico. "Ele vem de três campeonatos seguidos com bons trabalhos. Além disso, é um profissional leal, daqueles 'olho a olho'. E, em poucos dias, já percebi que são jogadores mais focados. Com certeza, vão assimilar muito bem o trabalho", destaca.
Já Rafael irá para a segunda passagem pelo clube. O profissional até recebeu sondagens de outros clubes da Divisão de Acesso. Contudo, optou pelo Abelhão. "Na Copinha, tivemos a melhor campanha da fase de grupos. Nos mata-matas, tivemos um pouco de azar, mas faz parte do processo. Para este ano, mantemos os destaques da Copinha e trouxemos atletas qualificados. Tenho 32 anos, menos até que alguns jogadores do grupo. Porém, já tenho rodagem por Glória, Veranópolis, Lajeadense, Itumbiara, Luverdense, Passo Fundo, Santa Cruz e Avenida. Já conhecia o Badico por termos jogado contra. Em 2019, me convidou para trabalhar em conjunto e deu certo. Agora, já conhecemos melhor o ambiente do clube", finaliza.

Apresentação com calor da torcida

Com forte presença dos torcedores, em especial, da organizada Fúria Jalde-Negra, a diretoria do Bagé apresentou, quinta-feira à noite, no salão do Pedra Moura, os 29 jogadores e membros da comissão técnica. No pronunciamento do presidente Rafael Alcalde, o fato mais marcante foi a homenagem a Luís Carlos Osório Alcalde, recordista de mandatos como presidente na história do clube. Ao todo, foram 19 ocasiões. No ano do centenário, o vestiário, que passou por reformas, receberá o nome de Luís Carlos Osório Alcalde. A placa foi apresentada durante a solenidade.
Depois, foi a vez do diretor executivo Rodrigo Trindade assumir o microfone. E a sua fala exaltou a todos. "Vamos abraçar, apoiar, cobrar e brigar junto desses jogadores. Podem me cobrar pelas vitórias no clássico e pela classificação", disparou.

Loja, quadra e torneio de pênalti

O Departamento Social do Bagé informa que a loja do clube, localizada no estádio, está com atendimento diferenciado, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 15h às 23h. Estão disponíveis camisetas com a logomarca do centenário, com diversos tamanhos, nas cores branco e preto. O valor é uma por R$ 60 e duas por R$ 100, se levar uma de cada cor. Nas peças infantis, a unidade custa R$ 60, porém, na compra de duas, cada uma sai por R$ 50.
O Bagé também conta com a quadra de grama sintética. Até as 19h, o valor da hora é R$ 60. A partir das 20h (com luz), R$ 80. Se forem reservadas três horas, com pagamento antecipado, o clube oferece bonificação de uma hora gratuita.
E no dia 1º de fevereiro, a partir das 17h, acontece o Torneio de Penalidades, na quadra. As inscrições podem ser feitas diretamente na secretaria do clube, no valor de R$ 10 por atleta. Premiação: campeão (uma caixa de cerveja); 2º lugar (12 cervejas); 3º (oito cervejas); 4º (quatro cervejas).

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...