ANO: 26 | Nº: 6544
29/01/2020 Fogo cruzado

Smasi participa de seminário para debater saúde e cidadania dos transsexuais

A Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi), através da Coordenadoria Municipal da Mulher e Direitos Humanos, participa de um seminário para debater a saúde e cidadania das pessoas trans, na cidade de Pelotas, em alusão da Semana da Visibilidade Trans. A especialização contará com dois dias de reflexão sobre as políticas públicas de promoção da população LGBTQIA+.
De acordo com a coordenadora Cândida Navarro, o seminário irá colaborar com a política pública que a pasta vem implantando. "A Coordenadoria realiza um trabalho de acolhida sem julgamentos, pensando na saúde física e mental destas pessoas, que já enfrentam desafios suficientes para viver a vida e, ainda, precisam lidar com o preconceito e a discriminação, desde seus lares até a sociedade como um todo", conclui.

Semana da Visibilidade Trans
A semana tem origem em 2004, quando 27 transgêneros entraram no Congresso Nacional, em Brasília,  no dia 29 de janeiro, para lançar a campanha “Travesti e Respeito”, do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), do HIV/Aids e das Hepatites Virais. Desde então, a luta por respeito e humanização se tornou necessária. A campanha foi importante por demarcar questões sobre o desrespeito e invisibilidade às pessoas trans, sendo um evento pioneiro.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...