ANO: 26 | Nº: 6554
01/02/2020 Opinião

Te esperamos em Santa Thereza

por Elvira Nascimento


Põe teu vestidinho leve, menina, tua bermuda, rapaz, pode trazer teus pais, namorados(as), irmãos, avós, a família inteira e amigos, vem com a cadeirinha de armar pra construir com a gente, naquela cena comunitária comovente, esse Carnaval diferenciado, o Carnaval de Santa Thereza, dia 8 de fevereiro, das 10h às 24h. O teu carnaval.
Antigo, novo, atemporal, como queiras. Ele tem alegria caseira, alma desatada, criança de dentro acordada e um coração embalado pelas picantes e eternas criações de Lamartine Babo, Noel Rosa, João do Barro, Ari Barroso, Braguinha e tantos... . E te aguarda, com suas MARCHINHAS, pra pegar no teu pé e te pôr na roda ou formar vagões ou trens com tua vibração musical.
Esse Carnaval imbatível traz a força dos primórdios, o ritmo eterno das raízes musicais portuguesas e brasileiras, antes mesmo do soberano samba-enredo, e celebra a cultura popular no que tem de mais essencial e mágico. E está aí, vivo, a te convocar. O colo verde de Santa Thereza te aguarda, largo e atento, e te servirá pastéis da Santa, e estrelas, quem sabe, uma luz de lua quase cheia em troca de tua alma e teu passo. Combinado?
É preciso que se saiba que, neste Centro Histórico, cuidamos com o maior zelo de políticas culturais genuínas, de uma arte pensada e vivida por todos, e, esperamos, ansiosamente, que o abraço à Santa Thereza, pela comunidade se torne maior. Com briques e doações nos temos mantido, em desafiante equilíbrio financeiro, por puro amor a esse espaço que ressurgiu do abandono com uma comunidade que fora esquecida. E a convicção profunda que assumimos um projeto fundamentalmente humano. Nele há entrega, na origem, de Cecê, Eliane, e, hoje, Marilu, Lala, sua equipe e a presença especial de Janine Pinto.
Como desejaríamos que ele fosse amplamente reconhecido e abraçado em seu valor espiritual, cultural e histórico por todos vocês, habitantes dessa cidade que a gente torce que seja acordada para ela mesma, cuide de seus tesouros, demandas e urgências.
E este projeto (que se antecipou a tantos similares, pensado por Sapiran), o CARNAVAL DAS MARCHINHAS, resume tudo que sonhamos entregar à comunidade: um espaço aberto pra cultura e os convívios, democrático, com teto de coração com aquele permanente resgate, quase sagrado, da mais radiante comunhão humana entre todas as gerações.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...