ANO: 26 | Nº: 6491
04/02/2020 Opinião

Ondas que batem, sonhos se levam

Foto: Reprodução JM

por Alexandre Wollmann
Presidente do Sindicato dos Engenheiros do RS

"No fim de semana que passou, as oferendas para Iemanjá contemplaram pedidos de dias melhores, mais saúde e talvez um desejo atípico: o despertar do pesadelo!".
Findada a semana que talvez tenha sido a mais impactante aos servidores públicos nas últimas décadas, o mês que se inicia talvez traga aos que estão sobre este impacto, momentos de reflexão ao olhar as ondas do mar nas férias merecidas que todos imaginam gozar com prazer.
Mas nem tudo é alegria. Muitas vezes passamos a contemplar a chama da lareira ou as ondas do mar para refletir sobre o passado e o presente, mas principalmente para projetar o futuro.
No fim de semana que passou, as oferendas para Iemanjá contemplaram pedidos de dias melhores, mais saúde e talvez um desejo atípico: o despertar do pesadelo!
Muitos fizeram agradecimentos. Outros, porém, estarão tristes por terem seus futuros abalados.
Os servidores, ao depositarem suas oferendas nas águas, não imaginam que as ondas as destruam antes mesmo do sonho se concretizar. 
Torcemos pela felicidade de todos, mas não podemos admitir que aqueles que servem a população tenham seus desejos naufragados mesmo antes da primeira rebentação.
Que a deusa do mar amenize a tristeza dos corações. Que as ondas do mar levem o desejo e a esperança dos nossos servidores.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...