ANO: 25 | Nº: 6458

Dilce Helena Alves Aguzzi

dilcehelenapsicologa@gmail.com
Psicóloga
11/02/2020 Dilce Helena Alves Aguzzi (Campo e Negócios)

O poder do exemplo


Sabe aquela amiga que admiramos por saber resolver tudo com elegância incrível? Aquela tia talentosa que tem sempre uma receita infalível para qualquer probleminha doméstico? Todos temos pessoas que consideramos hábeis sem, entretanto, nunca refletirmos sobre seu exemplo. O que aconteceria em nossa vida se imitássemos comportamentos de pessoas que admiramos?
Pois então, se a imitação pudesse ser resgatada lá do profundo poço de preconceito em que foi isolada e trazida de volta ao status de talento adaptativo, inclusive com papel fundamental na evolução do ser humano, sair da zona de conforto seria mais fácil. Sim, um talento pode ser imitado; uma qualidade, um hábito, um jeito de resolver problemas. Estamos acostumados a ver no gesto de copiar apenas a falta de criatividade e uma certa dose de desonestidade intelectual ao adotar para si o que o outro fez. Mas não é dessa imitação que estou falando, e sim da capacidade de ver o bom, o que dá certo e pensar "porque não posso fazer parecido?" Se alguém faz assim e admiro o resultado por que não tentar também? Por que não me aproximar e descobrir a receita do sucesso?
Claro que há sempre o perigo das pessoas que entendem errado desejarem copiar o resultado, mas esses são os preguiçosos, os indolentes e invejosos que só querem clonar a colheita, ou seja, nada de novo... Refiro-me a tentar entender e seguir o exemplo fazendo parecido o plantio, a parte que deu trabalho, o método. Aquele pequeno detalhe entre o "ninguém dava nada por ele e hoje é uma pessoa de sucesso" que geralmente é um baita tempo de perseverança e trabalho árduo. Nesse período de paciência e dedicação é que reside o poder do exemplo!
Para isso é necessária uma boa dose de admiração! Gosto muito desse exercício de admirar (sinceramente, sempre bom lembrar) as qualidades dos outros. Realmente acho encantador como todo mundo tem pelo menos uma forma original e muito legal de solucionar certa dificuldade ou de ver e encarar a vida. Considero revigorante contemplar o jeito simples e original de cada um ser e viver. O belo é contagioso, temos o impulso natural de fazer algo bonito também pois contamina positivamente. Algumas pessoas nos dão vontade de ser um pouco parecidas com elas. Inspiração, arte, habilidade de influenciar pessoas ou neurônios espelho, seja lá o que for, importa é que dá para tentar fazer diferente e obter melhores resultados em nossa evolução se ousarmos ver, refletir e partir da inspiração para a ação.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...