ANO: 26 | Nº: 6589
11/03/2020 Luiz Coronel (Opinião)

15 de março de 2020


Quem viver verá. 15 de março será um brado retumbante vindo das ruas, praças e avenidas, ou um grito oco e perdido a rebater nas paredes surdas dos palácios de Brasília? Que não se trate de um grito afrontoso às instituições, mas isto sim, um vigoroso depoimento de desconforto de milhões de brasileiros que percebem as manobras espúrias de grupos de parlamentares que visam manter a velha política de fruição de obesas verbas públicas rateadas entre partidos aliados na corrupção estabelecida. Haverá um habilidoso recuo do Parlamento e do Senado da República em seu intento de abocanhar 30 bilhões para distribuição através de emendas realizadas por parlamentares que não se emendam? O vice-presidente Antônio Hamilton Mourão pede que seja sustado esse turbilhão. Temos nobres parlamentares, e nisso o Rio Grande é pródigo. Vamos acompanhar voto por voto quando entrar em pauta esse projeto argentário. Vamos provar que não somos uma nação de acocorados. O Brasil quer viver um novo ciclo. Nem direita, nem esquerda, mas com um vislumbre de futuro claro, inovador, solidário, empreendedor e inovador, fundamentalmente. Essa guerra de espadas enferrujadas, esquerda e direita, nos imobiliza, nos fraciona, nos confronta. Não se trata mais de nomes, mas de rumos. 15 de março de 2020 é contra o acinte. Se você discordar de pregações extremistas de direita que, embora minoritários, instalam-se no "bolsonarismo", não estará destituído de razões. Porém, ante os noticiários, perceba que o país vive as dores do parto de um novo ciclo histórico. O povo, às vezes, pode não saber o que quer, mas sempre sabe o que não quer. Por isso, pacificamente, grite bem alto, em nome de um novo Brasil, seu desejo ardente de um tempo de afirmações corretas e corajosas, para que sejamos uma nação digna de sua extensão geográfica e incalculáveis riquezas naturais.
As trilhas do pensamento - O pensamento partidário, quando radical, adapta os fatos aos seus conceitos. O pensamento livre, adequa seu pensamento aos fatos. Isso define trilhas claras na forma da pensar e agir perante a realidade. Nosso país vive esse transe. O pensamento livre é saudável. O conceito prisioneiro conduz ao fanatismo, à cegueira consentida, ao bloqueio mental. E é neste campo que o ódio encontra seu terreno propício para desenvolver seu desvario.
Revoada da arribação - Também chamada "avoante" esta revoada sincronizada de milhares de pássaros ganhando a terra e os céus numa nuvem bailarina é de uma beleza esplendorosa. Ocorre no sertão, principalmente. Nosso país, em momento de acelerada dissintonia, poderia aprender com os pássaros a coordenar seus projetos, integrar seus anseios, revelando que unidos nós poderemos realizar deslumbrantes maravilhas.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...