ANO: 26 | Nº: 6590
11/03/2020 Segurança

Bagé vai impedir acesso ao Pedra Moura de torcedores acusados de agredir trio de arbitragem

Foto: Tiago Rolim de Moura

O Grêmio Esportivo Bagé emitiu, na tarde desta quarta-feira, à imprensa, uma nota de repúdio aos ataques de torcedores do clube ao trio de arbitragem que atuou no jogo de domingo, contra o São Paulo de Rio Grande. Na ocasião, segundo denúncia feita na polícia, os profissionais disseram que foram agredidos ao final da partida, quando tentavam acessar o veículo que os transportaria de volta para casa.

De acordo com o boletim de ocorrência, as vítimas contaram que, antes de entrarem no carro, foram atacadas com cusparadas e chutes. Após, menciona o registro, o veículo foi cercado pelos torcedores que, além de proferir palavras de baixo calão, chutaram e danificaram o automóvel, resultando em diversos amassados.

A direção do Bagé confirmou que analisou as imagens das câmeras de videomonitoramento e, desse modo, registrou outro boletim de ocorrência, informando que a ação dos torcedores provocou, também, danos nos portões do clube. O vídeo, segundo divulgado, identifica cerca de 15 torcedores e foi entregue à Polícia Civil para investigação. Na manifestação, a gestão do clube anunciou que pretende impedir o acesso, ao Pedra Moura, dos envolvidos no fato.

Confira a nota na íntegra:

O Grêmio Esportivo Bagé repudia a violência, a qual muito embora tenha ocorrido fora das dependências do Estádio da Pedra Moura, prejudica a imagem dessa Instituição Centenária.

Os torcedores, se assim podemos chamá-los, que cometeram atos de tamanha bárbarie já foram identificados e, sequer, presenciaram a partida realizada.

As imagens obtidas por câmeras de segurança já estão sob nosso domínio e tais indíviduos estão sumariamente excluídos de nosso quadro social e, aqueles que não detêm tal condição, terminantemente proibidos de acessarem as dependências do estádio, por tempo indeterminado.

As autoridades de segurança pública, em todas as esferas, foram imediatamente acionadas, inclusive com a realização de registro de boletim de ocorrência por nossa parte, nominando cada um dos envolvidos, já iniciando, assim, as investigações para a punição dos responsáveis pelos ilícitos cometidos , tanto na área desportiva, cível e criminal. Recusamos a ideia de que os autores destes atos criminosos sejam realmente torcedores do Clube.

O Bagé repudia qualquer ato de violência ou de dano ao patrimônio, vandalismo e qualquer espécie de ameaça, que causem prejuízos ao diálogo e à civilidade.

O Clube permanecerá atento aos fatos e continuará fazendo esforço para promover a proteção dos seus interesses associativos e com a satisfação do seu verdadeiro torcedor, dentro e fora de campo.

Registramos, desde já, o nosso total apoio e registros de estima e consideração à SAFERGS – Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado do Rio Grande do Sul, ficando à inteira disposição para o que for necessário à elucidação dos fatos.

Em pleno século XXI, é inadmissível que a violência e o desrespeito ainda ocorram neste cenário.

Rafael Vieira Alcalde – Presidente

Tunai Quintana Pinto – Diretor Jurídico

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...