ANO: 26 | Nº: 6588
15/03/2020 Segurança

Sequestrador é morto após manter família em cárcere privado por mais de 10 horas

Foto: Reprodução JM

Desde às 16h de sábado, a Brigada Militar de Candiota iniciou uma negociação com um indivíduo que, conforme relatado em boletim de ocorrência, manteve em cárcere privado sua esposa e a filha de um ano de idade, em residência na rua Aracy Martins, na Capital do Carvão. Para isso, ameaçava sua família com a utilização de um facão. Mais tarde, o Pelotão de Operações Especiais (POE) foi chamado para interceder nas negociações. Até a mãe do sequestrador esteve no local, contudo, conforme a polícia, também foi ameaçada com um facão.
Às 3h55min de domingo, teve início a primeira negociação, durando até as 4h20min. Conforme os policiais que trabalharam no caso, em nenhum momento, o sequestrador se comunicava. O que se ouvia, no ambiente, eram “choros e resmungos da criança”. Às 4h22min, o Bope tentou uma segunda negociação. Sem sucesso, às 4h30min, os policiais invadiram a casa, como último recurso, e efetuaram três disparos de arma de choque elétrico. Mesmo assim, o sequestrador não recuou e, em seguida, investiu contra os operadores. Assim, a polícia efetuou quatro disparos com tiros letais. O homem, identificado como Jean Marcus dos Santos, 24 anos, acabou morrendo. Já a mulher e a filha foram resgatadas com segurança. Por fim, foi acionada a perícia para os demais trâmites.



Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...