ANO: 26 | Nº: 6544
17/03/2020 Fogo cruzado

Decreto proíbe lavagem de carros e calçadas com água potável em Bagé

Foto: Arquivo JM

Medida entrou em vigor ontem
Medida entrou em vigor ontem
Decreto assinado pelo prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, ontem, veda a utilização de água tratada para algumas atividades. Fica proibido o uso do recurso para lavagem de carros, calçadas, passeios públicos e pátios enquanto não retornar os níveis de segurança dos reservatórios. A medida não estabelece multas.
O decreto considera a situação crítica das barragens de Bagé. Em situações de escassez, o uso prioritário é o consumo humano. A Sanga Rasa está cinco metros abaixo do normal. Já a barragem do Piraí está 3,10m aquém da normalidade. A Emergencial, por sua vez, está 1,10m abaixo do nível máximo.
A primeira precipitação do mês de março ocorreu neste final de semana, porém foi de apenas cinco milímetros. Em fevereiro, os índices de chuva também foram muito abaixo da média, totalizando 32 milímetros, conforme dados da Estação de Tratamento de Água (ETA).
Os bajeenses já enfrentaram decretos que vedam a utilização de água potável. Em 2012, por exemplo, foi estabelecida restrição à utilização para a lavagem de carros, pátios e fachadas de prédios, além da irrigação de gramados ou trocas de água de piscinas. O decreto de 2012, porém, previa advertências por escrito e aplicação de multas, no caso de reincidência.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...