ANO: 25 | Nº: 6486
18/03/2020 Região

Aceguá suspende aulas por 15 dias e eventos por 30

Foto: Divulgação

Prefeito e vice reuniram-se com representantes uruguaios para tratar sobre o fechamento da fronteira seca
Prefeito e vice reuniram-se com representantes uruguaios para tratar sobre o fechamento da fronteira seca

Na manhã de ontem, a Prefeitura de Aceguá emitiu o decreto 2158/2020, com medidas de enfrentamento da emergência de saúde decorrente da pandemia. Assim, foram suspensas, por 15 dias, a partir de amanhã, 19, as atividades da rede escolar do ensino municipal. De acordo com o documento, não haverá prejuízo ao calendário letivo, que será colocado em plano de recuperação após o gerenciamento da crise, de forma presencial ou à distância. A parada pode ser estendida ou abreviada, de acordo com o entendimento do município.
Também foram suspensos, por 30 dias, eventos com aglomeração de pessoas, viagens intermunicipal, interestadual ou internacional de servidores (exceto aos relacionados aos serviços de saúde) e reuniões de qualquer tipo.
A partir do decreto, foram dispensados do trabalho servidores com mais de 60 anos ou pessoas com algum histórico de patologia inserida no grupo de risco do Covid-19 como diabéticos, hipertensos, portadores de problemas cardiovasculares, asmáticos, entre outros.
Também foi feita a recomendação que qualquer pessoa com sintomas respiratórios permaneça em casa por 15 dias, assim como a população idosa, evitando aglomerações, inclusive residenciais.
Durante a manhã, o prefeito, Gerhard Martens, o vice-prefeito, Júlio César de Godoy Monteiro (Teda), estiveram reunidos com a intendente de Cerro Largo, Carmen Tort, e o alcalde de Aceguá, Eduardo Ramos, para tratar sobre o fechamento da fronteira com o Brasil. A ideia é que, nos próximos dias, sejam instauradas barreiras com policiamento nas fronteiras secas, onde os viajantes deverão justificar a entrada no Uruguai ou Brasil.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...