ANO: 25 | Nº: 6486
20/03/2020 Felipe Valduga (Editorial)

Informação e precaução

Vivemos um momento, talvez, jamais imaginado. Uma legítima pandemia – uma palavra que, até pouco tempo atrás, poucos estavam familiarizados. Mas, enfim, o surto do coronavírus, que parecia tão distante – e era mesmo; a China é do outro lado do globo –, acabou chegando em nossa aldeia, e de maneira forte e até assustadora.

Assim, é preciso rever conceitos, costumes e, acima de tudo, prezar pela prevenção. O controle da disseminação deste vírus é mais efetivo, como países como Cingapura e Japão já provaram, através de métodos mais focados no isolamento e evitando contato com outras pessoas. Desse modo, além dos serviços públicos, salvo os essenciais, empresas devem reavaliar o cenário e buscar métodos alternativos de funcionamento.

O Jornal MINUANO, através deste editorial, comunica que, desde a tarde de ontem, quando foram confirmados os dois primeiros casos de Covid-19 na Rainha da Fronteira, adotou um sistema geral de funcionamento home office. Ou seja, nossos profissionais passaram a ficar em suas residências, isolados, de forma a evitar se tornarem alvos ou mesmo propagadores desta doença. Antes disso, pela manhã, a direção já havia determinado o fim do atendimento ao público e operação via telefone, fosse para contatos com a reportagem, área comercial ou mesmo com o setor de distribuição. A quinta-feira, contudo, foi mais tensa que o esperado e medidas mais fortes foram adotadas.

Tendo em vista as inúmeras dúvidas que ainda pairam na população e como forma de exercer seu compromisso fundamental, de informar, o Jornal MINUANO passará a adotar uma rotina diferente, focando suas informações nas plataformas digitais. A meta é garantir que perguntas encontrem respostas mais rápidas e com credibilidade, de forma a sanar as dúvidas de leitores. Para tanto, a equipe de redação funcionará em escalas, de forma a produzir reportagens a todo o instante que for necessário, mas, ao mesmo tempo, zelando pela saúde de seus profissionais e também da comunidade bajeense e regional.

Ao mesmo tempo, e buscando estender a garantia de isolamento aos demais colaboradores, como os entregadores que atuam todas as madrugadas levando nosso produto final até os nossos assinantes, a gestão entendeu ser necessário suspender, neste momento, a impressão do nosso jornal diário. Do mesmo modo, estaremos suspendendo a cobrança dos contratos de nossos assinantes, sendo, os acertos já firmados, automaticamente estendidos pelo período em que não circularmos. Trata-se de uma medida extrema frente a um momento extremo pelo qual todos passamos.

Queremos reforçar que nossos leitores seguirão sendo atendidos, com a disponibilização de conteúdos amplos e diversos sobre tudo em Bagé e região. Pedimos, contudo, compreensão neste momento. Assim como a informação correta é fundamental – e trabalharemos para garantir isto a pleno –, pode-se dizer que é sábio contribuir, todos, com a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para buscar o momentâneo e necessário isolamento e, desse modo, superarmos este período conturbado.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...