ANO: 26 | Nº: 6590
30/03/2020 Fogo cruzado

'Talvez consigamos chegar a 20 respiradores', projeta Divaldo

Bagé tem 12 respiradores mecânicos em pleno funcionamento. De acordo com o prefeito Divaldo Lara, do PTB, dois equipamentos que integram o efetivo bajeense apresentam problemas. Para aumentar a oferta de aparelhos, o município mantém uma articulação com cidades da região. “Talvez consigamos chegar a 20 respiradores, o que ainda é totalmente insuficiente para os casos graves”, estima.
Garantir a disponibilidade de respiradores se apresenta como um desafio para as lideranças que atuam nos comitês de enfrentamento ao coronavírus (Covid-19). O aparelho é fundamental para tratar casos graves e muito graves da doença, mas as indústrias do setor estão ficando sem estoque, no Brasil. A preocupação com a produção está associada, principalmente, às projeções de avanço do contágio.
De acordo com levantamento da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul  (Famurs), mais de 90% das cidades gaúchas ainda aguardam a chegada de equipamentos de proteção individual e de aparelhos hospitalares essenciais, a exemplo dos respiradores mecânicos, classificados, pela própria representação municipalista, como 'basilares no tratamento do vírus'.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...