ANO: 26 | Nº: 6590
31/03/2020 Fogo cruzado

Novos decretos estaduais de combate ao Covid-19 podem considerar particularidades municipais

População e incidência de casos do coronavírus (Covid-19) podem ser critérios adotados pelo governo gaúcho para recomendar restrições uniformes em novos decretos estaduais. A informação foi confirmada pelo governador Eduardo Leite, do PSDB, ao destacar, porém, que as prefeituras terão autonomia para deliberar sobre as medidas.
Durante transmissão ao vivo através de redes sociais, Leite esclareceu que a eventual mudança na forma de edição dos decretos estaduais não inviabiliza a premissa de autonomia dos prefeitos, garantida pela Constituição, mas atende a uma prerrogativa científica.
O governador reforçou, aliás, que dentro da estratégia de enfrentamento ao Covid-19, todas as ações de governo têm base em ciência e em evidências científicas. “Estamos fazendo todos os estudos, com análises e projeções de cenários, para entender como, em que grau e de que jeito devem ser tomadas as iniciativas que são adotadas pelo Estado”, reforçou.

Famurs reage
Deputados e prefeitos cobram posição mais firme do Palácio Piratini. Junto de outras 95 entidades, a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) também divulgou uma nota conjunta ao governador e aos prefeitos gaúchos, no final da tarde de segunda-feira. Na mensagem, assinada por representantes de universidades, associações e diversas entidades de classe, há um pedido às autoridades pela continuidade das medidas de distanciamento social, com validade para todo o Estado, sem critério populacional ou por volume de casos registrados. “No Rio Grande do Sul, por exemplo, a grande maioria dos municípios ainda aguarda a chegada de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas e aventais, além de aparelhos hospitalares, como respiradores mecânicos. Precisamos da firmeza das autoridades das esferas municipal, estadual e federal para manter o comércio fechado e as aulas suspensas”, pontua o documento.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...