ANO: 26 | Nº: 6588
02/04/2020 Segurança

Inicia trabalho de orientação e desinfecção em três acessos de Bagé

Foto: Divulgação

Motoristas foram orientados para cuidados e veículos receberam aplicação de produto químico
Motoristas foram orientados para cuidados e veículos receberam aplicação de produto químico

Durante a manhã desta quarta-feira, agentes da Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência e Vigilância Sanitária, começou as ações de fiscalização e prevenção, parando e abordando veículos e caminhões para uma triagem rápida, como uma forma de precaução para conter a ampliação do Covid-19 em Bagé. A realização da atividade conta com o apoio Exército e da Brigada Militar.

As ações estão acontecendo em três pontos de entrada no município, na avenida Santa Tecla, São Martim e no trevo do Aeroporto Gustavo Kraemer, e se unem às demais medidas adotadas pelo governo municipal, como a desinfecção de paradas de ônibus, áreas centrais, hospitais e unidades de saúde e a antecipação da vacinação nos idosos.

Os pontos de desinfecção e orientação estarão funcionando durante sete dias, desde essa quarta-feira, das 8h às 18h. Segundo o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, essas medidas foram adotadas para ter a vigilância sobre a doença na cidade. “Com essa ação conjunta, nós implementamos as áreas de desinfecção em nosso município. Uma atividade necessária para conter o crescimento do vírus e mantermos sob controle a expansão do covid-19 em nosso município. Já temos 15 casos confirmados, mais de 40 suspeitos e coletados e essas ações são extremamente necessárias para assegurar a saúde da nossa população”, assegura o prefeito.

O prefeito ainda destacou que se pode garantir que foi um sucesso a ação. “As equipes nas áreas de desinfecção, as abordagens são ações sanitárias e de prevenção. Em nada têm relação com a questão documental do veículo, da carga do veículo ou condutor”, explicou. Ele ainda destacou que os números serão divulgados na noite desta quarta-feira, ou na manhã de quinta-feira, pois, o levantamento é realizado pelo Exército. "Não tem previsão de aumentar o número de áreas, mas, se necessário for, temos contingente para isso", argumentou Divaldo.

O secretário de Saúde, Mário Mena Kalil, também ressaltou a importância da ação. “Todos os automóveis que ingressem na cidade passam por desinfecção e as pessoas recebem orientações. Todas essas medidas adotadas se dão em virtude de hoje Bagé ser considerada uma cidade de contaminação comunitária. Precisamos oferecer proteção aos munícipes e também orientá-los sobre formas de prevenção e contaminação”, frisou.



Hulha Negra

Os altos índices de Bagé começam a gerar reflexos nos municípios vizinhos, que têm ligação direta, economicamente, com a Rainha da Fronteira. Por conta disso, algumas medidas serão semelhantes. Ontem à tarde, o prefeito de Hulha Negra, Renato Machado confirmou, ao jornal MINUANO, que a cidade vai implantar barreira sanitária na entrada. Embora ainda não haja uma data específica para o começo da operação, tampouco os detalhes de como funcionará, o chefe do Executivo da cidade vizinha informa que os materiais necessários já comprados e devem chegar a cidade em breve.
Até o momento, não há casos confirmados, nem de suspeitos de coronavírus em Hulha Negra. Contudo, a preocupação do prefeito se justifica pelo fato do município estar estritamente ligado a Bagé. Inclusive, Machado aponta uma estatística de que 65% dos trabalhadores tem ligação diária com a Rainha da Fronteira. “No nosso comércio está aberto somente mercados, postos de gasolina, farmácias e casas veterinárias. O restante está fechado. Também adotamos um toque de recolher, das 21h às 6h”, explana o prefeito.
Diariamente, Machado afirma que um carro com alto-falante passa pelas ruas de Hulha Negra, orientando para que as pessoas permaneçam dentro de casa e obedeçam tanto o decreto municipal quanto ao que foi anunciado pelo governador Eduardo Leite, na noite de terça-feira. “Na nossa análise, a nossa caminhada é a mesma de Bagé, por ter uma ligação muito forte. Então, temos que ir para a mesma direção nas medidas a serem tomadas”, ressalta.
No âmbito de funcionamento da prefeitura, o poder público atua com sete secretarias: Administração, Finanças, Educação, Obras, Agropecuária, Assistência Social e Saúde. “A saúde não para nunca, com funcionamento em regime de plantão. A Assistência Social também está em plenitude, atendendo quem precisa. A de Obras, atuando com problemas de água e esgoto e infraestrutura, principalmente nas estradas, por se tratar de período de colheita. As demais, estão em horário reduzido. Nas segundas, quartas e sextas-feiras, o atendimento é das 8h às 11h, à distância. Nos demais, somente por agendamento”, finaliza.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...