ANO: 26 | Nº: 6590
03/04/2020 Cidade

Prefeito estima que pico de contágio em Bagé ocorrerá daqui a três semanas

Foto: Divulgação

“Será o primeiro município a alcançar o pico, mas, também, será o primeiro a sair dele
“Será o primeiro município a alcançar o pico, mas, também, será o primeiro a sair dele", disse Divaldo

O poder público municipal recebeu, quinta-feira, o reforço de 31 agentes da Força Nacional de Segurança, que atuarão durante 24 horas na área externa do Presídio Regional de Bagé (PRB), em regime de escala. Em pronunciamento durante a solenidade oficial para recepcionar os profissionais, o prefeito Divaldo Lara destacou a importância dos agentes para inibir qualquer possibilidade de motim e contaminação do coronavírus, tanto do lado dos detentos quanto da comunidade.
Ainda por cima, em seu discurso, o chefe do Executivo bajeense apontou que o pico de contaminações em Bagé deve ser alcançado daqui a três semanas. Até o final da tarde de quinta-feira, foram registrados 16 casos de contaminação. “Será o primeiro município a alcançar o pico, mas, também, será o primeiro a sair dele. Nossa unidade possui mais de 630 detentos. Se acontecesse algo, seria de igual para pior em relação à contaminação que já existe na cidade”, destaca.
Com o reforço dos agentes, Divaldo garante que o município passa a ter as condições necessários para enfrentamento da pandemia. “Sempre digo e repito para todas as autoridades. Na hora mais difícil e frágil, a segurança pública está sempre na ponta, defendendo o povo gaúcho e o cidadão de bem. Estes trabalhadores deixaram suas famílias, seus filhos, suas esposas. Vieram para um município contaminado, que percentualmente, supera Porto Alegre e São Paulo. Certamente, o reforço dos senhores vai permitir que esse perímetro fique isolado até que Bagé alcance o pico. Ainda não respeitamos a agressividade desse vírus, mesmo acontecendo tudo que isso que estamos vendo pelo mundo inteiro. Somos um único time e força-tarefa. Vamos cumprir o isolamento”, finaliza.
Situação na quinta-feira
Ao longo de quinta-feira, dia 2, duas parciais atualizaram a situação do covid-19 em Bagé. A Prefeitura, além de anunciar mais um infectado, registrou uma elevação nos casos suspeitos. Até as 13h, eram 28 e, no boletim das 18h, este dado subiu para 37.
Com base nas duas divulgações oficiais do dia, a Rainha da Fronteira contabilizou uma elevação de 9 suspeitas e uma nova infecção atestada (já foram 16 até o momento). Parte deste aumento está atrelado às novas coletas efetuadas. Até então, 100 eram contabilizadas, agora são 109.
Os demais números seguem iguais: 51 testes com resultado negativo e nenhum óbito. Vale frisar que 5 testes acabaram sendo descartados. A Prefeitura não divulga a situação de pacientes curados, mesmo se estes apresentarem reversão dos sintomas.
Sobre o novo infectado, de acordo com a coordenadora do Centro de Operações de Emergência (COE), Flávia Marzola, trata-se de mais um profissional da área da saúde, médico, com idade entre 50 e 60 anos, contaminado através da primeira linha de propagação do vírus. Segundo a pneumologista, o quadro do paciente, que está em isolamento domiciliar, é estável com boa evolução. Também sobre este caso, o prefeito confirmou que o mesmo, até então, constava como caso inconclusivo. Isso porque, na primeira avaliação, não foi possível atestar ou descartar o contágio. Assim, um novo teste foi efetuado, resultado em positivo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...