ANO: 26 | Nº: 6590
04/04/2020 Fogo cruzado

Divaldo articula recursos para saúde através da bancada gaúcha

Foto: Divulgação

Prefeito explica que recursos são necessários para aquisição de equipamentos
Prefeito explica que recursos são necessários para aquisição de equipamentos

Emendas parlamentares ao orçamento da União, destinadas pela bancada gaúcha no Congresso Nacional, podem reforçar o caixa do fundo municipal de saúde. A articulação feita pelo prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, junto ao coordenador do colegiado parlamentar, deputado federal Giovani Cherini, do PDT, já garantiu a transferência dos primeiros valores. “Precisamos de recursos para comprar vacinas, macacões químicos e outros equipamentos para que está na linha de frente”, reforça o petebista.
A bancada gaúcha reúne senadores e deputados eleitos pelo Estado, independente da sigla partidária. Fruto da articulação bajeense junto ao colegiado, a primeira emenda, de R$ 435 mil, transferida diretamente ao fundo municipal de saúde, foi garantida pelo deputado federal Marcelo Moraes, do PTB. “Através do fundo de saúde conseguimos coordenar as ações, ajudando, inclusive, os hospitais”, destaca Divaldo, ao mencionar o repasse de R$ 88 mil, já formalizado para a Santa Casa de Caridade de Bagé.
Os fundos municipais representam contas especiais, utilizadas exclusivamente para uma finalidade; neste caso, para a saúde. As receitas que compõem os fundos são especificadas por lei, incluindo recursos próprios de fontes diferenciadas e diferentes modalidades de repasse entre esferas de governo. Para 2020, o orçamento municipal aprovado pela Câmara, no ano passado, projetava um saldo de R$ 2,8 milhões especificamente para fundo municipal de saúde.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...