ANO: 26 | Nº: 6556
10/04/2020 Segurança

Máscaras produzidas por jovens da Fase são entregues ao Estado

A pandemia do coronavírus mobiliza a sociedade e traz bons exemplos de solidariedade. Um deles vem de um projeto realizado nas unidades de internação e semi-liberdade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase). Cerca de mil máscaras estão sendo produzidas, semanalmente, por 80 adolescentes e 30 funcionários. Em breve, todas as unidades da Fase estarão envolvidas.

Na quarta-feira, a Fundação de Proteção Especial do Rio Grande do Sul (FPE) recebeu cem máscaras que serão utilizadas principalmente por servidores que trabalham com os acolhidos. A mesma quantidade de máscaras foi entregue ao Departamento de Direitos Humanos e Cidadania (DDHC) da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), que recolherá o material ao longo dos próximos dias para destinar a populações vulneráveis.

O secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Catarina Paladini, e o presidente da Fase, Antônio Carlos Rocha Almeida, acompanharam as oficinas de duas unidades da capital nesta quarta. Paladini reforçou o caráter solidário e educativo da iniciativa. "Solidário porque estamos, mesmo que de forma singela, fabricando uma coisa necessária e escassa no combate à pandemia. E educativo porque está mexendo com os jovens envolvidos, que se sentem realmente inseridos ao atuar em benefício da sociedade", ressaltou.

Para o presidente da Fase, toda a fundação tem abraçado a ideia e quer fortalecer essa rede de solidariedade. “Não se trata apenas de números, de quantas máscaras, mas do que isso representa para a socioeducação, para a ressocialização desses jovens que, em um momento tão difícil para todos, estão dando a sua parcela de contribuição”, disse Almeida.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...