ANO: 26 | Nº: 6590
17/04/2020 Fogo cruzado

Novo presidente do TSE afirma que eleição depende da pandemia

Foto: Divulgação

Barroso vai comandar o processo das Eleições Municipais de 2020
Barroso vai comandar o processo das Eleições Municipais de 2020

Em seu primeiro discurso como presidente eleito para o comando do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso afirmou, na quinta-feira, que a realização das eleições municipais deste ano depende da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
Barroso vai suceder a ministra Rosa Weber ao final do mês de maio. O ministro, portanto, vai comandar o processo das Eleições Municipais de 2020, cumprindo mandato até 28 de fevereiro de 2022, quando chega ao fim seu segundo biênio como ministro efetivo do TSE.
Em discurso de agradecimento à sua condução à presidência, Barroso manifestou preocupação com a saúde da população por causa da pandemia e falou o possível adiamento das eleições municipais marcadas para outubro. “Nossa maior preocupação é com a saúde da população. Se não houver condições de segurança para realizar as eleições, como conversamos (ministros do TSE) em reunião informal e administrativa, nós evidentemente teremos que considerar o adiamento pelo prazo mínimo indispensável para que possam realizar-se com segurança.”, disse.
Barroso destacou que o TSE não apoio 'o cancelamento de eleições (de 2020) para que venha a coincidir com 2022'. “Nós consideramos que as eleições são um rito vital para a democracia, portanto, assim que as condições de saúde permitirem, nós devemos realizar as eleições”, reforçou, ao lembrar, porém, que qualquer mudança no calendário eleitoral depende de aprovação do Congresso.
O ministro disse, ainda, que a Justiça Eleitoral mantém contato com a cúpula do Legislativo para fornecer um parecer técnico a ser considerado em conjunto com 'as circunstâncias políticas' relacionadas ao adiamento.

Com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...