ANO: 26 | Nº: 6527

José Artur Maruri

josearturmaruri@hotmail.com
Colaborador da União Espírita Bajeense bagespirita.blogspot.com.br
18/04/2020 José Artur Maruri (Opinião)

O reino celeste está dentro de nós

Uma das mais belas lições que constam da obra de Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, está contida no capítulo 11, "Amar o próximo como a si mesmo", a lei do amor.
Nesse sentido, independentemente da situação que está sendo testemunhada pela humanidade em nossos dias, imersos na lei do amor que estamos, passamos a observar a ação do Criador que, mesmo em um mundo que se encontra no limiar de uma nova era, permite seja feito o bem a partir da criatura.
O Espiritismo, diferentemente de outras orientações religiosas, não se apoia em uma fé cega, porque para "crer, não basta ver; é preciso, sobretudo compreender". No dizer de Allan Kardec, "a fé cega já não é deste século, tanto assim que precisamente o dogma da fé cega é que produz hoje o maior número de incrédulos, porque ela pretende impor-se, exigindo abdicação de uma das mais preciosas prerrogativas do homem: o raciocínio e o livre-arbítrio".
Por sua vez, os espíritas alardeiam, segundo Allan Kardec, "a fé raciocinada que, por se apoiar nos fatos e na lógica, nenhuma obscuridade deixa. A criatura então crê, porque tem certeza, e ninguém tem certeza senão porque compreendeu. Eis porque não se dobra. Fé inabalável só o é a que pode encarar de frente a razão em todas as épocas da Humanidade".
Diante disso, a partir da vivência da lei do amor, o resumo da doutrina de Jesus inteira, segundo o Espírito Lázaro, iniciamos a compreensão dos desígnios do Criador. No entanto, o próprio Lázaro ressalta que os sentimentos são elevados à altura do progresso feito.
Por isso, o Espiritismo a seu turno vem pronunciar uma segunda palavra do alfabeto divino, como menciona o Espírito supracitado. Ele, inclusive, nos pede atenção, porque a palavra "reencarnação" ergue a lápide dos túmulos vazios. Já não é ao suplício que a morte conduz o homem: o conduz a conquista de seu ser, elevado e transfigurado. Para Lázaro, "o sangue resgatou o Espírito e o Espírito tem hoje que resgatar da matéria o homem".
Noutro prisma, o Irmão X, na obra Luz Acima, em psicografia de Francisco Cândido Xavier, vai concordar com os incrédulos do planeta que ainda precisam ver para crer, segundo o Irmão X, "eles não podem ser constrangidos a aceitar o que não veem".
Aliás, os incrédulos, citados por Kardec, diante de sua fé cega, indagam por que motivo não se impõe o superior sobre o inferior. E, nesse ponto, o Irmão X, é categórico:
"(...) passou pelo mundo Alguém, cuja força mental, renovadora e divina, levantava paralíticos e restituía a visão aos cegos. Impunha respeito aos seres das trevas com a sua simples presença e chegou a devolver o tônus vital a corpos cadaverizados. Trouxe à Terra a maior mensagem do Céu e, um dia, em se vendo cercado pelos semelhantes, obcecados de inveja e ciúme, incompreensão e egoísmo, orgulho e ódio, ingratidão e indisciplina, injustiça e maldade, recolheu as energias sublimes e infinitas para dentro de si próprio, e entregou-se à cruz do sacrifício sem defender-se. Se você me perguntar o motivo, francamente, não saberia responder. Admito que o Embaixador Excelso, assim procedendo, fixou a lição da necessidade do Reino de Deus no coração humano".
Do exposto, podemos extrair da lição do Irmão X que cada homem, filho de Deus, ante a fé cega ou raciocinada, em mundos inferiores ou superiores, deverá crescer por si mesmo, se aprimorando, se elevando, usando a vontade, a inteligência e o amor.
"O Reino Celeste está dentro de vós! Quem não desejar descobri-lo em si mesmo, alcançará a posição do enfermo que se nega a todos os processos de cura. Para um doente dessa espécie, médicos e remédios não tem razão de ser". – Irmão X.

(Referências: KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o espiritismo, Cap. 11. FEB Editora. XAVIER, Francisco Cândido. Espírito Irmão X. Luz acima. FEB Editora. p. 95)

José Artur M. Maruri dos Santos
Colaborador da S. Espírita León Denis e União Espírita Bajeense
josearturmaruri@hotmail.com

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...