ANO: 26 | Nº: 6554
14/05/2020 Segurança

Em função dos casos de Covid-19, Dom Pedrito adota medidas no sistema prisional

Foto: Marcelo Brum/Portal Qwerty

Cidade confirmou três novos infectados em dois dias
Cidade confirmou três novos infectados em dois dias
Pelo fato dos últimos três casos confirmados de contaminação de Covid-19 estar relacionado com profissionais da segurança pública, uma eventual circulação do vírus com detentos é uma grande preocupação entre as lideranças locais de Dom Pedrito. Por conta disso, o prefeito Mário Augusto esteve reunido, nesta quarta-feira (13), com o líder de governo no Legislativo, o cirurgião-dentista Renato Chiaradia; o secretário de Educação e Cultura, Marco Antonio Rodrigues e a assessora parlamentar, Marcia Borges Garcia, para discutir o tema.
Conforme repassado pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Dom Pedrito, profissionais da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde trabalham, desde a semana passada, no monitoramento de pessoas que tiveram contato com paciente que veio da Serra Gaúcha e que atestou positivo. Todos os protocolos do Ministério da Saúde estão sendo seguidos, mesmo antes do recebimento dos resultados.
Na quarta-feira, a assessoria informou que a Secretaria de Saúde realizou a desinfecção interna e externa no Presídio Estadual de Dom Pedrito. Todos os apenados que tiveram contato com os pacientes que atestaram positivo estão isolados, permanecendo todos assintomáticos, até o momento.
Os profissionais também estão em fase de monitoramento e, se apresentarem sintomas, serão testados. A equipe aguarda, agora, os dias necessários para que se faça a testagem utilizando os testes rápidos nos detentos que cumprem pena.
Conforme Chiaradia, a preocupação é grande, visto que boa parte dos detentos faz parte do grupo de risco. "Uma contaminação em massa, pela Covid-19, poderia sobrecarregar o sistema hospitalar muito rapidamente. Por isso, essas medidas são essenciais", enfatiza.
O prefeito, em conversa por telefone com a diretora da unidade prisional local, Verusca Espinosa Mancilha, demonstrou sua preocupação. Ele também solicitou reforço de pessoal junto às autoridades do Estado. "Em contato com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, estamos gestionando para que o envio de reforço seja o mais imediato possível. Neste momento, é imprescindível o reforço de pessoal para que os profissionais consigam manter o isolamento necessário", declara.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...