ANO: 26 | Nº: 6576
16/05/2020 Empreendedor

Rede Nicolini não prevê atraso em obra de revitalização da rodoviária

Foto: Tiago Rolim de Moura

Com a liberação da atividade integral da indústria da construção civil, nesta semana, a obra de revitalização da Estação Rodoviária Paiva Netto foi retomada com força total. Após semanas de paralisação e posterior retomada parcial, em função das medidas de contenção do coronavírus na cidade, a obra foi retomada e, por enquanto, não há previsão de alteração no cronograma apresentado inicialmente.
A revitalização iniciou no dia 9 de março. Poucos dias depois, em 19 de março, o decreto 050/2020, do poder público, declarou situação de calamidade pública no município e paralisou todos os serviços considerados não essenciais, a construção civil entre eles. Posteriormente, as obras foram retomadas, de forma gradual, com limitação de trabalhadores, primeiro com máximo de cinco funcionários e depois com 12 trabalhadores. Agora, com o decreto 081/2020, o segmento voltou a atuar a pleno.
O diretor de relacionamentos da rede, Selmo Dias, explica que com a liberação total da construção civil, nesta semana, a equipe voltou de forma integral ao canteiro de obra, atendendo as medidas de segurança constantes na cartilha de diretrizes e ações para contenção da propagação da covid-19. Ele explica que o Daer solicitou algumas alterações em partes do projeto. Assim, por enquanto, a equipe trabalha nas áreas em que não houve pedido de modificações.
A projeção é que a paralisação da obra em função da pandemia do novo coronavírus não altere a data prevista para entrega, em até dez meses. "Por enquanto, imaginamos que isso não deve atrasar", estima.
O projeto de revitalização, com custo superior a R$ 1 milhão, custeado pelo Nicolini e desenvolvido pela arquiteta Kátia Vinciprova, é uma contrapartida da rede à doação de área no complexo para ampliação da unidade do supermercado instalada no local. A revitalização prevê melhoria dos espaços comuns da estação, do estacionamento frontal, novo acesso aos usuários, troca de piso nas áreas de uso comum, uma nova sala de espera fechada, com portas de vidro, e que darão acesso aos boxes, além de novos sanitários e rampa com acessibilidade, que irão conter piso tátil, inclusive toda a estruturação da parte elétrica nos locais de uso comum.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...