ANO: 26 | Nº: 6544

Dilce Helena Alves Aguzzi

dilcehelenapsicologa@gmail.com
Psicóloga
26/05/2020 Dilce Helena Alves Aguzzi (Opinião)

Alimente seu amor

Lembramos da alimentação das crianças, dos adultos, dos idosos, das gestantes, dos animais, das plantas e quantas vezes esquecemos que o amor também necessita de nutrição! Sim, sem nutrientes o amor vai ficando vulnerável as condições de clima, tempo, humores, rotina e demais dissabores da vida. Fica frágil, desgasta-se, trazendo insegurança e sensação de inadequação.
Manter o amor alimentado envolve saber demonstrar sentimentos, não somente nas redes sociais como principalmente na vida real. A forma com que cada um deixa claro que ama preenche a alma do ser amado de autoestima e confiança, tornando muito mais fácil superar ou até mesmo compreender as dificuldades por que passa qualquer relação de verdade. E vale a pena salientar que quando falo em amor não me refiro apenas ao estado romântico e sim a todos os relacionamentos que envolvem esta forma de afeto entre pais e filhos, irmãos, amigos, namorados novos ou antigos. Demonstrar amor é o que faz a diferença entre os relacionamentos felizes e os que apenas sobrevivem.
Como demonstrar amor então? Pequenos ou grandes gestos, palavras, carinho, ações. Cada um tem pelo menos uma forma natural de deixar evidentes seus sentimentos. Alguns preferem demonstrações públicas, outros esperam uma vida inteira por uma ocasião especial para isso e passam a sua existência sem fazê-lo, outros ainda expressam diariamente, estes garantem que só veem aumentar seu sentimento e o retorno é em dobro.
A forma de demonstrar deve ser espontânea, natural e de respeito ao jeito de ser de cada pessoa. O mais importante é a frequência com que acontece, pois cada um pode melhorar seu potencial de demonstração de amor através da prática. E se nunca pensou a respeito vale a pena iniciar um processo de investigação sobre como está sua forma de expressão de amor. Muitas vezes a sensação de vazio ou infelicidade tem sua origem na vida emocional que anda árida e ávida por nutrientes!
Talvez a melhor forma de responder como demonstrar amor seja enumerando o que não se deve fazer se ainda não aprendemos a demonstrar amor de modo eficiente:
- Em meio a uma discussão. Se o outro não tem provas de nosso sentimento se sentirá menosprezado.
- Através de críticas ou correções desnecessárias. Sem abastecer a outra pessoa de demonstrações de amor a crítica que poderia ajudá-la a crescer soa sempre como rejeição.
- Exigindo ou demonstrando necessidade de aproximação física. Sem sentir-se verdadeiramente amada a outra pessoa enxerga sempre com desconfiança e interesse duvidoso o que poderia ser um encontro de harmonia e intimidade.
- Discutindo a relação. Nem sempre é momento para conversa. Muitas vezes o hábito de analisar o relacionamento é exaustivo e não aponta caminhos positivos. Antes de embarcar em debates desta natureza certifique-se que o outro tem certeza de seus sentimentos. Onde há dúvidas ou sentimento de desamor o tiro pode sair pela culatra e a boa iniciativa torna-se uma briga desgastante e sem sentindo.
- Esbravejando o que está errado. Antes e depois de saber demonstrar amor com eficiência este hábito deve ser combatido, pois seu único efeito é criar mágoas. Os erros devem ser apontados com carinho e compreensão ou continuarão crescendo e afastando as pessoas.
- Reclamando mais atenção. Enquanto não se está firme na prática em demonstrar amor esta forma de expressar é sempre mal interpretada, soa como insegurança, ciúme, posse. Seria muito mais produtivo usar a criatividade e energia do sentimento criando tempo de qualidade juntos!

Os erros devem ser apontados com carinho e compreensão

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...