ANO: 26 | Nº: 6590
26/05/2020 Fogo cruzado

Governo do Estado alinha estratégia com Uruguai para ações sanitárias na fronteira

Foto: Mário Pereira/Especial JM

Governador disponibilizou equipes para somar esforços em ações nos municípios fronteiriços, incluindo Aceguá
Governador disponibilizou equipes para somar esforços em ações nos municípios fronteiriços, incluindo Aceguá

Em ligação para o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, na manhã de ontem, o governador do Estado, Eduardo Leite, do PSDB, alinhou ações conjuntas para enfrentamento do coronavírus (Covid-19). Em razão da morte de duas pessoas pela doença, em Rivera, no final de semana, Lacalle Pou esteve, ontem, na cidade uruguaia, que faz fronteira com o município gaúcho de Santana do Livramento.
O governador do Rio Grande do Sul colocou as equipes das áreas de Vigilância Sanitária e Epidemiológica do Estado para somar esforços e ajudar, por exemplo, no rastreamento de casos, mas principalmente em ações de preservação à vida nos municípios fronteiriços: Santana do Livramento e Rivera, Chuí e Chuy, Aceguá e Aceguá, Quaraí e Artigas, Barra do Quaraí e Bella Unión e Jaguarão e Rio Branco.
Para Eduardo Leite, 'esses municípios já trabalham de forma cooperada, mas estamos buscando aprofundar as ações conjugadas entre nossas equipes de saúde, especialmente nas cidades que são geminadas, que têm fronteira seca ou alguma integração mais estreita'. “Fiz essa ligação, conversei com o presidente e estamos trabalhando conjuntamente para atender ao propósito de proteger a vida das pessoas e manter ao máximo a integração econômica, que é característica dos nossos países, especialmente entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai”, reforçou, durante a transmissão diária pelas redes sociais.
Em entrevista coletiva realizada ontem, Lacalle Pou anunciou a suspensão do início das aulas presenciais, que estavam agendadas para os dias 15 e 29 de junho, além de medidas mais restritivas no comércio da cidade e de maior controle nas fronteiras, com barreiras sanitárias em pontos estratégicos, com agentes do Exército reforçando o monitoramento nas rodovias.
No entanto, embora tivesse cogitado, Lacalle Pou anunciou que o comércio de Rivera, incluindo as lojas francas (freeshops), não fechará, mas serão ampliadas as fiscalizações para verificar o cumprimento das medidas sanitárias recomendadas, como uso de máscaras obrigatório.
O Uruguai tinha, até o fechamento desta edição, 769 casos confirmados de Covid-19 e 22 mortes desde o início da crise no país, em 13 de março. Deste total, 14 casos confirmados e duas mortes ocorreram em Rivera.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...