ANO: 26 | Nº: 6590

Egon Kopereck

egonkopereck@gmail.com
Pastor da Congregação Evangélica Luterana da Paz
30/05/2020 Egon Kopereck (Opinião)

Pentecostes


Amigos leitores!
Nesse final de semana, as Igrejas Cristãs no mundo, estarão lembrando e festejando o dia de Pentecostes. A data sempre acontece 50 dias depois da Páscoa. No Antigo Testamento da Bíblia, a data era uma das grandes festas do povo de Israel. A primeira era a Páscoa, lembrando a saída do povo de Israel do Egito, e a terceira era a Festa dos Tabernáculos, ou também chamada de Festa da Colheita. Pentecostes marcava o início da Colheita.
Foi num dia de Pentecostes, quando a cidade de Jerusalém estava lotada de judeus, que vieram para festejar a data, conforme exigia a lei do Antigo Testamento, que aconteceu algo extraordinário. Os discípulos de Jesus, e aqueles que já faziam parte dos primeiros cristãos, também estavam reunidos numa casa, talvez no mesmo cenáculo que estiveram por ocasião da festa da Páscoa, com a presença de Jesus. Foi nessa ocasião, dia de Pentecostes, que do céu veio um barulho, como de um vento muito forte, línguas, como de fogo, pousaram sobre a cabeça deles, eles ficaram cheios do poder do Espírito Santo, e começaram a falar em outras línguas, segundo o poder que o Espírito lhes concedia.
Quando o povo, que estava em Jerusalém, ouviram aquele barulho, afluíram parta aquele local, para ver o que estava acontecendo, e lá estavam os cristãos testemunhando a sua fé, falando de Jesus, e todos podiam ouvir a mensagem, cada um na sua própria língua materna. Estavam ali judeus de várias partes do mundo conhecido da época. Esse fato trouxe perplexidade. A pergunta que corria era: "Não são galileus todos esses que estão aí falando? Como é que os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna?"
A perplexidade era geral. Alguns se perguntavam: O que quer isso dizer? Outros porém, debochavam e diziam: "Estão bêbados." (Atos 2)
Foi nessa ocasião que o apóstolo Pedro se levantou, e com firmeza e convicção disse: "Estes homens não estão bêbados." O que aqui acontece é que Deus enviou o Espírito Santo sobre esses homens, que estão falando em nome de Deus. E Pedro pregou, falou com autoridade sobre Jesus, dizendo: Esse Jesus, "vocês mataram , crucificando-o por meio de homens maus ..." A pregação de Pedro e dos demais, foi tão clara, tão objetiva, tão direta, que muitos foram tocados e perguntaram: "Que faremos, irmãos?" E Pedro respondeu: "Arrependam-se, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus para remissão dos seus pecados, e vocês receberão o dom do Espírito Santo." E quase três mil pessoas aceitaram a Cristo e foram batizadas.
Poderíamos dizer que ali foi, oficialmente, o dia de fundação da Igreja Cristã no mundo. Foi o primeiro, e grande impulso nesse sentido. A partir dali o Evangelho da salvação, pela fé em Jesus, se espalhou pelo mundo e chegou até nós, graças a Deus.
O grande destaque do Pentecostes, não foi o barulho, como de um vento forte. Não foi o falar em línguas, mas, sim, a ação do Espírito Santo, através da pregação, no coração dos ouvintes.
Amigos leitores! Não é diferente em nossos dias. O Espírito Santo, ainda hoje, quer agir em nossos corações, transformando nossa vida, através da Palavra de Deus. Ouçamos esta Palavra. Leiamos e meditemos nela, e deixemos o Espírito Santo agir em nós e nos fazer viver e praticar o que essa Palavra diz e ensina.
Deus, em sua infinita graça, nos abençoe, fortaleça e faça refletir seu amor, a todos que vivem ao nosso redor.
Bom dia de Pentecostes. Bom final de semana pra todos!

Pastor da Congregação Ev. Luterana da Paz

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...