ANO: 26 | Nº: 6588
11/06/2020 Região

Hospital Universitário assina convênio com Estado para receber recurso emergencial para combate à Covid-19

Foto: Tiago Rolim de Moura

Verba irá auxiliar para prevenção ao vírus
Verba irá auxiliar para prevenção ao vírus

Foi publicado, no Diário Oficial do Estado, esta semana, a assinatura do convênio entre o Hospital Universitário Doutor Mário Araújo, mantido pela Fundação Attila Taborda (FAT/Urcamp), e a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para a liberação da primeira parcela de R$ 93.753,35, disponibilizada para ações de combate à Covid-19. A verba foi disponibilizada pela União, através do auxílio financeiro emergencial aos hospitais filantrópicos sem fins lucrativos, que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS).

Conforme a presidente da FAT e reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana, o valor será utilizado para a prevenção, aquisição de testes rápidos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Ela salienta que o valor irá auxiliar a manter o controle da pandemia em âmbito local. "Assinamos o aditivo e devemos receber o total de R$ 398.443,83”,  disse .

Conforme o convênio, os recursos transferidos às entidades beneficiadas deverão ser aplicados, obrigatoriamente, na aquisição de medicamentos, suprimentos, insumos e produtos hospitalares, na aquisição de equipamentos e na realização de pequenas reformas e adaptações físicas para aumento da oferta de leitos de terapia intensiva. Também poderão ser usados no respaldo ao aumento de gastos que as entidades terão com a definição de protocolos assistenciais específicos para enfrentar a pandemia da Covid-19 e, ainda, com a contratação e o pagamento dos profissionais de saúde necessários para atender à demanda adicional.

Estabelecido por lei, no início de maio, os recursos do auxílio financeiro emergencial são destinados ao controle do coronavírus (Covid-19), totalizando R$ 2 bilhões, a serem disponibilizados aos Estados, Distrito Federal e municípios, em duas parcelas. O convênio terá vigência de sete meses, contados a partir da assinatura do contrato, podendo ser prorrogado mediante acordo entre os partícipes, formalizado por Termo Aditivo, enquanto perdurar o estado de emergência pública causada pela pandemia.  

Além do HU, na região, a Santa Casa de Caridade de Bagé deve receber, ao todo, o auxilio de R$ 1.800.701,56, bem como a Santa Casa de Caridade de Dom Pedrito receberá um aporte de R$ 880.589,12 e o Hospital da Colônia Nova R$ 198.812,77. Soma-se a estes, o Hospital de Caridade Victor Lang, de Caçapava do Sul, com um montante de R$ 639.937,07. Assim, os hospitais, juntos, receberão R$ 1.387.894,63 na primeira parcela e mais R$ 2.530.589,72 na segunda, totalizando R$ 3.918.484,35.

 


.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...