ANO: 26 | Nº: 6556
25/06/2020 Cidade

Cobertura vacinal contra Influenza em Bagé já supera 95%

Foto: Giovana Pereira/Especial JM

No sábado, mutirão se concentrará em imunizar crianças de seis meses até seis anos
No sábado, mutirão se concentrará em imunizar crianças de seis meses até seis anos

Até o final deste mês, tem sequência a campanha de vacinação contra Influenza H1N1. Nesta semana, ocorreu um mutirão de vacinação de frentistas e funcionários dos Correios. No sábado, um novo movimento será realizado, desta vez com público-alvo diferente.
Até o momento, a Prefeitura já alcançou 95% da cobertura vacinal no município. Com 45 mil doses aplicadas até agora, a cobertura para dois públicos-alvos superou as expectativas da Secretaria: idosos, que alcançou 115,52% de cobertura e trabalhadores da área da saúde, com 121,48%.
O percentual de doses aplicadas em gestantes atingiu 69,4% e em puérperas (mulheres que deram à luz recentemente) foi de 83%. Como o menor índice registrado de vacinação foi de crianças de seis meses a seis anos, com 63,87%, a Secretaria decidiu fortalecer a cobertura vacinal nessa faixa etária através de um mutirão no próximo sábado. Ainda assim, o índice de vacinação de crianças e gestantes ainda é superior ao de vacinação do estado, que é, respectivamente, de 57,62% e 54,39%.
De acordo com as informações repassadas pela Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, a nova frente de trabalho atuará na unidade móvel de vacinação no sábado, das 9h às 17h, na Praça Silveira Martins (Praça do Coreto). Esta etapa é voltada para crianças maiores de seis meses e menores de seis anos. "A Secretaria de Saúde, junto com a Coordenação das Imunizações, oportuniza, mais uma vez, a essas crianças que, até o momento, não se vacinaram contra Influenza com essa estratégia, no sábado", destaca a coordenara de Imunizações do município, Tatiana Miranda.
A vacinação contra influenza tem por objetivo a redução do número de complicações, internações e índice de mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da gripe, nos grupos-alvo definidos, em especial frente À situação que o país enfrenta com a pandemia de coronavírus. Em função disto, os grupos prioritários já elencados em campanhas anteriores ganharam o reforço de algumas categorias neste ano, principalmente de trabalhadores de atividades essenciais como profissionais das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, portuários e professores das escolas públicas e privadas.
A coordenadora ressalta, ainda, que a imunização contra Influenza reduz hospitalizações, pneumonias e mortalidades, necessária para controle e contenção de doenças graves. Além disso, em tempo de pandemia, é fundamental para diferenciar entre doenças e também resguardar portadores de problemas respiratórias, grupo de risco para o covid-19". Importante destacar que a campanha de vacinação segue até o dia 30 de junho, nas unidades de saúde do município.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...