ANO: 26 | Nº: 6588
25/06/2020 Opinião

Lula deve ter nascido há dez mil anos atrás

César Jacinto
Mestre em Ensino

O propósito deste artigo não é de glorificar e nem crucificar Luis Inácio Lula da Silva, mas, a partir de publicações de desqualificação e adjetivos pejorativos imputados ao ex-presidente, construir uma abordagem satirizada e jocosa a partir desse contexto, de que ele seria o mentor ou influenciador de fatos e acontecimentos que compõem o cenário social brasileiro, principalmente nas redes sociais. Uma tentativa de diálogo entre o real e surreal.
Judas, o traidor da Santa Ceia, como ficou conhecido na história, sozinho, provavelmente, não teria cometido tal ato. Sem um mentor, não teria coragem de delatar o Messias. Houve uma ampla, meticulosa e ardilosa movimentação nos bastidores, certamente coordenada por Lula, que levaram à condenação de Jesus Cristo, num pomposo reality show da antiguidade, quando foi para o paredão com o ladrão Barrabás e sofreu uma derrota acachapante com recorde de votos na época, pois a galera preferiu salvar a vida de Barrabás, do que a do filho de Deus.
A proclamação da República, um dos fatos marcantes da história, nesta perspectiva de pensamento em tempos de redes sociais, pode ter sido arquitetado por Lula, aproveitando a decadência e o desgaste político do império brasileiro, que resultaram na ascensão de militares ao poder. Deodoro proclamou, mas, provavelmente, Lula, persuasivo, o convenceu que a República seria mais eficaz que a Monarquia, já que o Marechal preferia o regime monárquico, por entender que o país não estaria pronto para República.
Dizem que o racismo foi Lula quem criou. Antes dele ascender ao poder não existia, todos viviam felizes, sem distinção alguma de raça/cor, brancos e negros harmonicamente convivendo numa maravilhosa democracia racial com oportunidade igual de ingresso nas universidades públicas e no mercado de trabalho, bastando se esforçar e desejar ingressar. Refuta-se as teorias racialistas de superioridade da raça Ariana e seus representantes que fundaram escolas eugênicas na Europa, nos EUA, com seguidores até mesmo no Brasil, definitivamente foi culpa do Lula.
A corrupção também foi arquitetada e criada por Lula, pois nosso país era imune a corrupção até sua chegada à Presidência. Em hipótese alguma há uma ligação com a sociedade brasileira pura e sem histórico de males corruptivos. Nosso ouro foi saqueado no período colonial nas Minas Gerais e enviado para metrópole em Lisboa. Nossas riquezas naturais até hoje são retiradas de nosso território por multinacionais, literalmente expropriadas. Os laboratórios internacionais lucram bilhões com medicamentos produzidos a partir da nossa flora, que é levada de bandeja. Pô, Lula, por que fizestes tudo isso?
A corrupção segue ocorrendo em pequenas e grandes proporções no país, resultado de uma prática recorrente e introjetada na cultura nacional, haja visto a enorme quantidade de benefícios emergenciais pagos a cidadãos que detêm uma considerável renda e acabaram recebendo, prejudicando os que realmente necessitam. Alguns pais continuam corrompendo filhos com presentes para avançarem de ano na escola. Nas filas do banco, usuários passam suas operações para os que estão na frente e prejudicam os demais. A culpa é do Lula, antes não havia nada disso!
Ainda, seguem averiguando se Lula teve influência na Revolução Francesa, na condenação de Joana D'arc à fogueira, na independência dos EUA e se foi ele quem aconselhou Napoleão à invadir a Rússia. Talvez tenha sido o principal mentor da Guerra Fria. Ainda tem suposições de que ele poderia estar na nau de Cristovão Colombo quando este invadiu o continente Americano. E um desavisado questiona, e de bom o que ele fez? Dizem que criou UPAs por todo país, universidades e institutos federais de norte a sul, apesar de não ser intelectual de carteirinha, o Samu que salva vidas, e mais uma infinidade de realizações, que não é possível enumerar, pois o espaço é limitado, mas que Lula dever ter nascido há dez mil anos atrás não resta dúvida.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...