ANO: 26 | Nº: 6542
30/06/2020 Esportes

Governo amplia prazo de análise para retorno do Gauchão

Foto: Rafaelly Machado/Gazeta do Sul/especial JM

Campeonatos estão paralisados desde a metade de março
Campeonatos estão paralisados desde a metade de março
O governo do Estado, por meio da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), informou que a análise técnica para o retorno do Campeonato Gaúcho de Futebol, com base nos indicadores epidemiológicos, ainda não foi concluída. O que determinou um prazo maior de análise é a incidência de bandeiras vermelhas nas últimas atualizações do Distanciamento Controlado nas regiões Metropolitana, Vale do Sinos e Serra, que compreendem localidades sugeridas para a realização de partidas, segundo o protocolo encaminhado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Das seis cidades escolhidas (Porto Alegre, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Pelotas), apenas Pelotas não está em bandeira vermelha.
Nesta semana, o governo anunciou ajustes nos protocolos do modelo para as cidades com classificação de alto risco para a covid-19, o que permitiu a sequência das atividades esportivas individuais (treinamentos físicos). Outro ponto que ainda gera dúvida aos técnicos do governo do Estado, e que deverá ser ajustada, conforme sugestão da SGGE, é a data apontada pela FGF para o reinício da competição: 19 de julho.
Nas primeiras semanas de julho, além da possibilidade de bandeiras vermelhas, o Estado argumenta que estará em época que, historicamente, ocorre o pico da demanda de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no RS. Portanto, trata-se de um momento especialmente importante em termos de medidas para conter a disseminação do coronavírus.
Com um prazo maior de análise, e avaliando comportamento durante esta fase de regras mais rígidas nas referidas regiões de bandeira vermelha, o Estado alega que terá mais dados para embasar uma decisão final sobre a data de retomada do Campeonato Gaúcho. No momento, a estimativa é pelo retorno entre o final de julho ou começo de agosto.
"Como estamos com um bom diálogo com a federação, que compreende a situação que estamos passamos no Estado, vamos estender essa análise por mais um período para tomarmos a decisão mais sensata e segura possível. O interesse de todos os envolvidos é de não colocar a vida de ninguém em risco", afirmou o secretário da SGGE, Claudio Gastal.

Cidades sugeridas pela FGF

Porto Alegre (vermelha) – 5 jogos
São Leopoldo (vermelha) – 2 jogos
Novo Hamburgo (vermelha) – 3 jogos
Caxias do Sul (vermelha) – 5 jogos
Bento Gonçalves (vermelha) – 2 jogos
Pelotas (laranja) – 1 jogo

Na Divisão de Acesso, apenas três equipes poderiam jogar

Semanalmente, o Estado atualiza as bandeiras do sistema de Distanciamento Controlado. A medida traz impactos diretos na Divisão de Acesso, cujas expectativas são para retorno em setembro. Com os novos dados, divulgados na sexta-feira (26), apenas três das 16 equipes da segunda divisão gaúcha estariam aptas para jogar: Bagé, Guarany e Igrejinha.
Isso porque, no momento, somente as regiões de Bagé e Taquara, ao qual o município de Igrejinha faz parte, estão com bandeira amarela. E pelas regras do Estado, é a única cor que permite treinamentos coletivos e jogos. Na bandeira laranja, somente treinos físicos, com 25% da capacidade dos elencos. Já nas bandeiras vermelha ou preta, qualquer tipo de atividade esportiva é proibida.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...