ANO: 26 | Nº: 6588

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
07/07/2020 Divaldo Lara (Opinião)

Hora de conscientização e responsabilidade

Hoje dirijo-me aos bajeenses para exigir que respeitem as medidas de prevenção contra o coronavírus porque nossa cidade voltou a apresentar um alto índice de contaminação devido a irresponsabilidade de algumas pessoas. Até aqui tenho pedido, agora a situação me obriga a exigir. Não é possível que aceitemos a irresponsabilidade e o desrespeito de parte daqueles que teimam em menosprezar o perigo da contaminação.
O momento é de alerta. O Rio Grande do Sul vive uma situação delicada de avanço do vírus por todo o território gaúcho e Bagé foi atingida. O que aconteceu nesse fim de semana é preocupante e exige as medidas drásticas que tomamos. Precisamos contar com a consciência de cada um. Somos um povo guerreiro e este é o momento para mostrar toda a nossa capacidade de luta, de sacrifício, de abrir mão de festas, de evitar atos irresponsáveis e de descaso.
Não é permitido aglomerações. Nossos fiscais da vigilância sanitária estão nas ruas para ajudar, eles orientam para evitar a contaminação. E o melhor que podemos fazer é colaborar para que o trabalho dos profissionais da vigilância mantenha nossa cidade fora de perigo. Haverá a ação policial, sim, para quem infringir as regras, com prisão e multa. Não há como ser diferente.
A Prefeitura, a 7ª Coordenadoria de Saúde, o Centro de Operações Emergenciais (COE), o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, o Exército Brasileiro, a Polícia Civil e a Brigada Militar agem de forma integrada e esta semana intensificam ainda mais as ações necessárias diante do quadro que se apresenta. A série de medidas que o momento nos impôs tomar, e que estão sendo anunciadas por nossa imprensa, como o toque de recolher às 22h, a limitação nos horários dos ônibus e dos supermercados, o fechamento das praças e o retorno das barreiras sanitárias estão em vigor pelos próximos dez dias. Se o resultado não for o esperado teremos de ser mais severos. Trata-se de preservar vidas e evitar um colapso na saúde de Bagé.
Intensificamos exames rápidos e vacinações contra a gripe de colaboradores nas empresas; agimos com eficiência no monitoramento e isolamento de infectados e em suspeitos de infecção; adquirimos novos respiradores, mantivemos o hospital de campanha, entre outras ações importantes, porém, isso pouco vale sem a conscientização e a responsabilidade de cada um.
Todos nós devemos nos unir. Empreendedores e seus colaboradores, trabalhadores autônomos, aposentados, servidores públicos. Jovens e idosos. Todos são úteis no trabalho de conscientização. Só assim evitaremos o fechamento de empresas, não pararemos os serviços e manteremos o emprego dos bajeenses ao mesmo tempo que preservamos vidas.
Esta é a maior certeza. O cuidado para não ser infectado é resultado da conscientização. Preservar o emprego e a vida é o objetivo de todos. Portanto, vamos juntos fazer a diferença por nós, por nossa família, por nossa cidade.


"Só assim evitaremos o fechamento de empresas
ao mesmo tempo que preservamos vidas "

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...