ANO: 26 | Nº: 6555

Fernando Risch

fegrisch@gmail.com
Escritor
01/08/2020 Fernando Risch (Opinião)

Cheiro de enxofre


Diabo, no dicionário, consta como um substantivo masculino que segundo a crença de diferentes povos antigos e modernos, é espírito ou gênio do mal; anjo mau. No cristianismo, Lúcifer, o Diabo, era um anjo de Deus e ao se rebelar, como uma espécie de recalcado com sede pelo poder, acabou excluído no Inferno.

Local este, o Inferno, muito provavelmente pela Bíblia ou pelos versos de Dante Alighieri, ou ambos, tivemos a noção de um local com camadas, círculos, fogo, dor, sofrimento e enxofre. Em Apocalipse 20:10, a Bíblia nos narra a farra: "E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre."

A partir deste trecho, eu me pergunto se o Diabo, a besta e o falso profeta são uma espécie de trindade estranha do mal. Os três sendo um só; e um só sendo três: diabo, besta e falso profeta. Sobre a besta, não há o que falar, é algo evidente, sem mistérios, mas sobre o falso profeta, que já mencionei neste espaço, não custa trazer algumas considerações bíblicas.

Por exemplo, em Marcos 13:22, temos a passagem clássica: "Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão sinais e maravilhas para, se possível, enganar os eleitos.". Outro também muito interessante está em Jeremias 23:32: "'Sim, estou contra os que profetizam sonhos falsos'", declara o Senhor. 'Eles os relatam e com as suas mentiras irresponsáveis desviam o meu povo. Eu não os enviei nem os autorizei; e eles não trazem benefício algum a este povo", declara o Senhor.'" Por fim, em Mateus 24:5: "Porque muitos virão, dizendo que são o Messias, e levarão bastante gente atrás de si.".

Não sou teólogo, especialista nestas divindades ou mitologias, mas essa ideia de ter um falso profeta ou o próprio Diabo andando entre nós, apesar de terrível, é fascinante. Poderia ser qualquer um, em qualquer lugar. Poderia ser eu, ao escrever estas linhas, poderia ser o dono do açougue onde eu compro carne, ou poderia ser até você, leitor, que agora se eriçou com ideia tão macabra.

Façamos assim, para mandar o mau agouro pra longe. Vamos nos benzer juntos, numa persignação coletiva, para que possamos expurgar os calafrios que ainda permeiam o ambiente. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém. Pronto, passou.

Não, espere... Estão sentindo? Este lugar ainda cheira a enxofre. Não conseguem sentir? Escuto vozes também. Eles estão em... espanhol. Elas dizem o seguinte: "Ayer estuvo el diablo aquí, en este mismo lugar, huele a azufre todavía, en esta ciudad, donde me ha tocado hablar. Ayer señoras, señores, desde esta misma ciudad el señor, a quien yo llamo "El Diablo", vino aquí hablando como dueño del mundo...".

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...