ANO: 26 | Nº: 6555
01/08/2020 Cidade

Um motivo para recomeçar

Foto: Arquivo pessoal

Márcia e os filhos, Guilherme e Mariana, em primeira visita ao novo lar
Márcia e os filhos, Guilherme e Mariana, em primeira visita ao novo lar

A vida de 1.164 famílias bajeenses ganha um novo capítulo neste final de semana. A entrega das chaves das unidades dos dois novos residenciais Sagrada Família (Espanha 2 e Espanha 3), localizados na zona norte da cidade, e Moriá e Ebenézer, que ficam na zona leste, no bairro Morgado Rosa, foi iniciada na tarde de sexta-feira, com evento simbólico que contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro. “É uma alegria poder estar entregando esses conjuntos habitacionais na região Sul do Brasil, dando oportunidade para que as pessoas saiam do aluguel e vivam em lugares de muita qualidade. Parabéns às famílias”, afirmou o presidente.
Em função da pandemia, apenas seis famílias, cada uma representando uma unidade habitacional, receberam as chaves. As outras unidades serão entregues durante este final de semana, com horário marcado para evitar aglomerações como medida de segurança para minimizar os riscos de contágio por covid-19.
A construção dos empreendimentos foi iniciada em 2017 e finalizada em 2019, atendendo bajeenses de uma ponta a outra da cidade, e garantindo o sonho da casa própria para mais de mil famílias no que é apontado pelo prefeito, Divaldo Lara, como "o maior programa habitacional do estado".
Representando todos os moradores dos quatro residenciais (Nossa Senhora Auxiliadora, Sagrada Família, Moriá e Ebenézer), seis proprietários receberam as chaves das mãos das autoridades presentes. A primeira moradora foi Angélica Ribeiro,  que recebeu as chaves das mãos do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães; em seguida, Susana Lopes recebeu do prefeito, Divaldo Lara; já as chaves de Luís Carlos Batista foram entregues pelo vice-governador, Ranolfo Vieira Jr.; Cíntia Luna  foi recebida pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno realizou a entrega das chaves do novo lar de Maria Aparecida Almeida; e Débora Lacerda recebeu a chave da unidade habitacional das mãos do presidente da República, Jair Bolsonaro. Inclusive, o apartamento de Débora foi visitado pelo presidente, que conheceu o local já mobiliado como surpresa para a moradora pela empresa Dallé Construções.


Novos lares
Com investimento federal superior a R$ 87 milhões, as novas moradias são provenientes do programa do Governo Federal Minha Casa Minha Vida, e irá beneficiar 1.164 famílias enquadradas no faixa 01 do programa, com renda de até R$1,8 mil. Ao todo, os dois empreendimentos irão abrigar mais de 4,5 mil pessoas em casas próprias.
Na zona norte de Bagé, a empresa Dallé Construções ergueu dois residenciais com 300 unidades de apartamentos cada, o Nossa Senhora Auxiliadora (Espanha 2) e Sagrada Família (Espanha 3). Estes 600 apartamentos agregaram à Avenida Espanha 850 metros quadrados de asfalto e 300 metros de meio fio.
Já na zona leste, junto ao bairro Morgado Rosa, a empresa Michelon Construtora e Incorporadora foi responsável pela obra dos residenciais Moriá e Ebenézer,que terão, respectivamente 262 e 302 habitações, totalizando 564 residências. Além da construção dos empreendimentos, a obra também beneficiou os arredores da obra com 750 metros quadrados de calçamento com bloco intertravado.
Cada unidade, avaliada em R$ 75 mil, tem dois quartos, um banheiro, sala, cozinha e área de serviço, com cerca de 44m² de área total. Um diferencial das unidades residenciais Moriá e Ebenézer é que as casas são equipadas com sistema de aquecimento solar para o chuveiro. Para manter o funcionamento, os beneficiários receberão um manual de cuidados, manutenção e utilização de todos os equipamentos, detalhando o que pode ou não ser feito, inclusive na estrutura do imóvel. Os condomínios são próximos de escolas, creches e postos de saúde, podendo todas as unidades serem adaptadas para portadores de necessidades especiais.
E os empreendimentos já estão totalmente preparados para receber seus novos moradores. As ruas de cada complexo residencial já estão devidamente nomeadas e emplacadas, para facilitar a localização dos moradores e futuros visitantes.
Nova história
Profissional do ramo da estética, Márcia Rossal, 41 anos, conquistou o sonho da casa própria ao lado de seus dois filhos, Mariana, 18 anos, e Guilherme, 12 anos. Atualmente morando de favor, os três já programam a mudança para a nova residência, Nossa Senhora Auxiliadora.
Ela conta que está com a mudança pronta desde novembro. Durante o período de espera, ela aproveitou para ir, aos poucos, comprando móveis e eletrodomésticos para o novo lar. Contudo, conta que às vezes ainda não acredita que realizou o sonho de ter sua própria casa. "No momento em que receber a chave e colocar as minhas coisas lá dentro é que a ficha vai cair de verdade. Mas já estou comprando uma coisinha aqui, outra ali. Móveis, fogão e geladeira eu comprei. O resto eu vou esperar para quando estiver lá. É muito lindo, é pequeno, é aconchegante, é um sonho realizado", comemora.
E para garantir boas vibrações para o lar da família, Márcia conta que a primeira coisa em que pensou, quando soube que seria uma das proprietárias das 300 unidades, foi em montar um cantinho místico, onde possa manter seus incensos e uma imagem de Ganesha (deus da sabedoria e da fortuna na religião hindu). "Para deixar o lugar bem perfumado. Foi a primeira coisa que eu pensei em ter no meu cantinho".
E além das malas e mobília, ela carrega consigo um sonho realizado e a esperança de poder contribuir com os futuros vizinhos, já que foi eleita síndica pela grande maioria dos proprietários. "Quero cuidar de lá, é um lugar que também é meu. Eu quero que todo mundo conviva bem, em harmonia. Vou dar tudo de mim para que o ambiente fique agradável e seja bom, para manter o lugar que está muito bonito", adianta.
Assim como ela, a técnica em enfermagem Raquel Bittencourt, 40 anos, junto à filha Thaila, de seis anos, já estão de malas prontas para entrar na nova casa. Natural de Porto Alegre, mas residindo em Bagé há mais de 25 anos e pagando aluguel há mais de duas décadas, ela se declara ansiosa para receber as chaves e poder chamar de lar. "É um sonho realizado porque nunca tive condições de comprar. É uma nova oportunidade", destaca.
E antes mesmo da mudança, a proprietária já projeta o cuidado e carinha com que pretende tratar não apenas seu espaço privativo, mas todo o complexo. "Está tudo lindo e vou ensinar a minha filha a cuidar do que é nosso. Espero que todos também façam isso, porque é o lugar em que todos vamos morar", disse.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...