ANO: 23 | Nº: 5813
21/04/2017 Cidade

Acervo histórico do Instituto Anglicano Mélanie Granier será transferido para arquivo público

Foto: Antônio Rocha

 

 

Uma reunião entre o  diretor do Arquivo Público Municipal, Cláudio Liemezek,  e o diretor geral do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco, mantenedor do Instituto Anglicano Mélanie Granier, Claudecir Bleil, definiu a transferência de parte do acervo da instituição de ensino. As tratativas iniciaram em fevereiro, quando a escola centenária fechou as portas em Bagé.

Na ocasião do encerramento das atividades do instituto, o acervo seria levado para o cidade de Erechim, onde fica localizada a administração geral. Porém, houve o interesse por parte do município em manter o patrimônio. A instituição de ensino fechou após 105 anos por inviabilidade econômica.

Conforme Liemezek, toda a documentação, bibliografias, fotos, troféus, banners que contam a história da escola irão passar para responsabilidade do arquivo público. Ele conta que o material está sendo preparado e a transferência deve ser realizada na próxima semana. “Esse material faz parte da história de Bagé e iremos catalogar e classificar como patrimônio do município”, diz.

Segundo Bleil, além do acervo histórico, as notas dos alunos serão encaminhadas para a 13ª Coordenadoria Regional de Educação e o mobiliário e biblioteca devem ser doados e vendidos para escolas municipais. Sobre o prédio da instituição, Bleil informa que está negociando a venda ou aluguel, porém ainda não está definido. “Teremos uma reunião na prefeitura para avaliar as possibilidades”, relata.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...