ANO: 23 | Nº: 5623
21/04/2017 Segurança

Empresa está definida para fazer a reforma do PRB

Foto: Arquivo JM

Rebelião em dezembro do ano passado deixou parte do prédio destrupido
Rebelião em dezembro do ano passado deixou parte do prédio destrupido

 

Uma rebelião no Presídio Regional de Bagé (PRB), no dia 21 de dezembro do ano passado, destruiu as segunda e terceira galerias da casa de detenção. No dia 10 de janeiro, o prédio foi parcialmente interditado. Agora, foi  aberta licitação e definida pelo governo do Estado a empresa EGR Engenharia, de Dom Pedrito, para realizar a reforma nas instalações do presídio.

De acordo com a engenheira civil responsável pela empresa, Daniela Goulart da Rosa, o valor de reforma será de R$ 89.043,08 mil. “Vencemos a licitação por ser o valor mais baixo e já recebemos as determinações para o contrato de trabalho com o Estado”, relata a profissional.

Daniela acredita que será dada a ordem de começo das obras em 20 dias. “Já participamos de outras licitações e quando é encaminhada a documentação, em breve começamos a fazer as obras. Já estive em Bagé e vistoriei o local, também recebemos fotografias dos estragos para elaboração do serviço”, relata.

A engenheira explica que é uma reforma emergencial e vai durar 60 dias após o inicio das obras. “Iremos reformar a cobertura, fazer reparos e limpezas nas instalações pluviais e instalar esquadrias. São 1.291.61 metros quadrados, há locais que teremos que trocar as louças e vidros temperados, mas acredito que não será necessária a remoção dos apenados”, informa.
Conforme Daniela, 10 funcionários irão trabalhar na reforma do PRB. 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...