MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Segurança

Defrec indicia homem por latrocínio ocorrido em julho

Publicada em 22/11/2017

A Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) de Bagé concluiu o inquérito que investigava um roubo seguido de morte (latrocínio) ocorrido no final da tarde de 12 de julho de 2017, no bairro Madezatti, que vitimou Alexsandro Vargas Ferreira, 27 anos.
Os investigadores indiciaram Lucas Colares Costa, 18 anos, como o autor do crime. Na delegacia ele confessou a prática do crime - a morte e o roubo do telefone. O acusado disse que não conhecia a vítima e que chegou na residência oferecendo produtos de limpeza. Ao falar com Ferreira, viu que ele estava com um celular na mão e, então, aproveitou para entrar no local. Dentro da residência encontrou a faca e desferiu três golpes na vítima. Após, fugiu levando o telefone e deixando no local sua mochila.
Na noite do crime, um familiar da vítima chegou em casa e o encontrou caído e ao seu lado uma faca ensanguentada. Esse familiar comentou que a vítima era homossexual, mas não tinha por hábito receber pessoas estranhas em casa.
Os policiais da Defrec realizaram uma série de diligências e conseguiram localizar o telefone da vítima, que estava sendo utilizado por um adolescente, de 15 anos. Ao ser interrogado, o adolescente disse que trocou o telefone com um indivíduo conhecido por "Lucas".
Após o resultado da perícia, os agentes conseguiram identificar o acusado e representaram ao Poder Judiciário pela prisão preventiva por crime hediondo, o que foi negado pela juíza que avaliou o caso. O inquérito foi encerrado com a identificação do autor do crime e a recuperação do telefone roubado.
Houve uma redução de 17% nos casos de latrocínio no Estado em 2017. Em Bagé, antes deste, o último crime deste tipo havia sido em 2012, há mais de cinco anos.

Leia também em Segurança
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online