MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Segurança

Sentença de condenação de latrocínio de Gilberto Silveira é proferida pela Justiça

Publicada em 26/10/2018
Sentença de condenação de latrocínio de Gilberto Silveira é proferida pela Justiça | Segurança | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Polícia divulgou, na época, ação de prisões em detalhes

Foi proferida, neste mês, a sentença de condenação do latrocínio do tradicionalista Gilberto Bitencourt Silveira, ocorrido no dia 31 de janeiro deste ano. Na decisão, foram condenados Júlia Dília Costa Veleda, a 20 anos de reclusão, em regime fechado, Rafael da Costa Pinheiro, 20 anos de reclusão pelo latrocínio mais um ano pela receptação, totalizando 21 anos, em regime fechado, Tiago Rafael Leges Ferreira (Mochilão), a 23 anos pelo latrocínio e dois pela receptação, totalizando 25 anos. Os três já estavam presos preventivamente.

Relembre

O ex-coordenador da 18ª Região Tradicionalista (RT) e Conselheiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Gilberto Bittencourt Silveira, 48 anos, foi encontrado morto, na noite de 31 de janeiro deste ano, por volta das 21h30min, dentro de seu veículo Spacefox. O crime ocorreu em uma rua em frente ao Kartódromo de Bagé, no bairro São Judas Tadeu. O acusado de ser o autor foi preso horas depois.

Conforme o registro de ocorrência da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), a Brigada Militar foi chamada ao local, pois moradores haviam ouvido um disparo de arma de fogo próximo à pista de kart. Segundo os policiais militares descreveram no registro, a vítima estava caída, com bastante sangue na região da cabeça, no banco traseiro do veículo, com o rosto próximo ao chão e as mãos amarradas com um lacre plástico. Testemunhas relataram que havia um veículo Ford Ka, cor prata, abandonado nas proximidades, em uma passagem, que une a rua Zero Hora, do Jardim do Castelo, ao campo do Kartódromo.
O caso, após investigação, foi apontado como um latrocínio, que consiste em roubo seguido de morte, o qual teria "Mochilão", que estava detido no Presídio de Pelotas, como o mandante do crime.

Galeria de Imagens
Leia também em Segurança
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online