MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Minuano Saúde

Dia Nacional de Doação de Leite Humano: uma data para ser celebrada

Publicada em 20/05/2019
Dia Nacional de Doação de Leite Humano: uma data para ser celebrada | Minuano Saúde | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Capa

Este é um momento especial de sensibilização da sociedade para a importância da doação de leite humano. Assim como uma iniciativa a mais para a proteção e promoção do aleitamento materno.
Estimular a doação de leite materno, promover debates sobre a importância do aleitamento materno e da doação de leite humano, divulgar os bancos de leite humano nos estados e nos municípios, são objetivos das comemorações realizadas em todo o País.
A primeira comemoração do Dia Nacional de Doação de Leite Humano foi realizada no ano de 2004. Todos os anos, o Ministério da Saúde produz e distribui material de divulgação.
Em setembro de 2010, países da Iberoamérica, que possuem banco de leite humano iniciaram um movimento para haver o “Dia Nacional de Doação de Leite Humano” e a data proposta para a comemoração foi 19 de maio.
O Brasil, que desde 2004 tinha o dia 1º de outubro para celebrar o "Dia Nacional de Doação de Leite Humano", também aderiu ao movimento para mudança da data, com objetivo de que todos os países comemorem a mesma data e fortaleça a criação do “Dia Mundial de Doação de Leite Humano”, também em 19 de maio.
A proposta deste dia surgiu no V Congresso Brasileiro de Bancos de Leite Humano/ I Congresso Iberoamericano de Bancos de Leite Humano/ I Fórum de Cooperação Internacional em Bancos de Leite Humano, realizado no período de 27 a 30 de setembro de 2010, em Brasília.
Nesta edição, a médica pediatra Cledinara Salazar contou sobre a importância deste dia e como funciona aqui em Bagé.


Campanha em Bagé
No Brasil, os bancos de leite humano se mobilizaram pela mudança da data do “Dia Nacional de Doação de Leite Humano” e criação do “Dia Mundial de Doação de Leite Humano” e programaram eventos em seus municípios e estados para divulgar na sociedade a importância da doação de leite humano.
A Lei Nº 13.227, de 28 de dezembro de 2015, institui o Dia Nacional de Doação de Leite Humano a ser comemorado, anualmente, neste dia, e a Semana Nacional de Doação de Leite Humano, a ser comemorada, anualmente, na semana que incluir o dia.
A Santa Casa de Bagé tem banco de leite humano desde o ano de 2008, fazendo parte da Rede Brasileira de Banco de Leite Humano, explica a pediatra.



O principal objetivo do serviço
- Coleta de leite materno que, após pasteurização, será oferecido para os recém-nascidos prematuros da UTI Neonatal.
- Oferecer apoio a todas as mães lactantes que necessitam orientação a respeito da amamentação e sua importância.
O horário de funcionamento é das 7h até as 19h, diariamente.
O banco de leite humano da Santa Casa de Bagé recebe doação de leite de mães, cujos bebês estão internados na unidade neonatal como também de doadoras externas.
Os profissionais do banco de leite humano reconhecem a importância do ato realizado por cada mulher ao doar o seu leite e agradecem a todas as doadoras de leite humano.
O banco de leite humano fica próximo à Unidade de Tratamento Intensivo Pediátrica e Neonatal da Santa Casa de Caridade. Cledinara destaca que a doação é muito importante porque o leite materno é o alimento ideal para o recém-nascido, em especial nos primeiros seis meses de vida. “O leite doado é pasteurizado e alimenta os bebês prematuros, que são aqueles que mais precisam pelo fator imunológico que ajuda essa criança a se recuperar mais rápido”, explicou.
Para efetuar a doação, as mães, primeiramente, devem se dirigir ao banco de leite com a carteira de gestante.
No banco de Bagé é coletado uma média de 50 litros ao mês. Aproximadamente, são 550 atendimentos mensais e mais de 30 crianças recebem esse leite mensalmente.
O setor funciona todos os dias, das 7h às 19h, inclusive aos finais de semana, e oferece apoio às mães que têm dificuldade na amamentação, não somente realizando a coleta, mas também ajuda para as lactantes que precisam de apoio.

Galeria de Imagens
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online