MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Segurança

Penas alternativas são tema de seminário promovido pela Seapen e Susepe

Publicada em 26/10/2019

A redução do alto índice da população presa no país é uma discussão que envolve diversas instituições responsáveis pela execução da pena. Dessa maneira, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) instituiu a Política Nacional de Alternativas Penais, por meio da Portaria 495. O objetivo é contribuir para diminuir esse cenário, surgindo, assim, como uma mudança ao modelo punitivo já instituído. Além disso, busca, por meio do enfoque restaurativo e de construção de paz, a solução para delitos de menor potencial ofensivo.
Esse foi um dos temas discutidos no auditório da Associação dos Juízes do RS (Ajuris), quinta-feira, em Porto Alegre. O evento foi promovido pela Secretaria da Administração Penitenciária (Seapen), pela Escola do Serviço Penitenciário (ESP) e pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), por meio do Departamento de Tratamento Penal (DTP).
A aula magna foi ministrada pela doutora em Ciências Criminais Christiane Russomano Freire. Na abertura do evento, o titular da Seapen, César Faccioli, disse que é importante compartilhar conhecimento e experiências com demais regiões do país e que se orgulha dos colegas de Santa Catarina, que conseguiram minimizar os complexos problemas no sistema prisional. Faccioli enfatizou, ainda, que o desafio do Rio Grande do Sul é consolidar pontes estratégicas e operacionais entre a segurança e o tratamento penal.
Especialistas da área jurídica, magistrados, psicólogos da Susepe, autoridades do sistema penitenciário do Rio Grande do Sul e do Estado de Santa Catarina compartilharam informações. A diretora do DTP, Adriana Feijó, que representou o superintendente da Susepe, agradeceu a participação dos servidores. Ela considera importante o fortalecimento das parcerias entre o Poder Judiciário e o Poder Executivo na busca de construção da solução contra o encarceramento em massa, com enfoque restaurativo da execução da pena.
Nos painéis do evento, foram apresentados os seguintes temas: penas alternativas e a experiência das centrais integradas; experiências e novas formas de penas alternativas no RS; e contribuição das penas alternativas para a política penitenciária.

 

 

Leia também em Segurança
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online