MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Fogo Cruzado

Novo presidente do TSE afirma que eleição depende da pandemia

Publicada em 17/04/2020
Novo presidente do TSE afirma que eleição depende da pandemia | Fogo Cruzado | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Barroso vai comandar o processo das Eleições Municipais de 2020

Em seu primeiro discurso como presidente eleito para o comando do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso afirmou, na quinta-feira, que a realização das eleições municipais deste ano depende da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
Barroso vai suceder a ministra Rosa Weber ao final do mês de maio. O ministro, portanto, vai comandar o processo das Eleições Municipais de 2020, cumprindo mandato até 28 de fevereiro de 2022, quando chega ao fim seu segundo biênio como ministro efetivo do TSE.
Em discurso de agradecimento à sua condução à presidência, Barroso manifestou preocupação com a saúde da população por causa da pandemia e falou o possível adiamento das eleições municipais marcadas para outubro. “Nossa maior preocupação é com a saúde da população. Se não houver condições de segurança para realizar as eleições, como conversamos (ministros do TSE) em reunião informal e administrativa, nós evidentemente teremos que considerar o adiamento pelo prazo mínimo indispensável para que possam realizar-se com segurança.”, disse.
Barroso destacou que o TSE não apoio 'o cancelamento de eleições (de 2020) para que venha a coincidir com 2022'. “Nós consideramos que as eleições são um rito vital para a democracia, portanto, assim que as condições de saúde permitirem, nós devemos realizar as eleições”, reforçou, ao lembrar, porém, que qualquer mudança no calendário eleitoral depende de aprovação do Congresso.
O ministro disse, ainda, que a Justiça Eleitoral mantém contato com a cúpula do Legislativo para fornecer um parecer técnico a ser considerado em conjunto com 'as circunstâncias políticas' relacionadas ao adiamento.

Com informações da Agência Brasil

Galeria de Imagens
Leia também em Fogo Cruzado
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br