MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Bagé registra variação negativa no saldo de empregos

Em 02/02/2021 às 00:28h

por Melissa Louçan

Bagé registra variação negativa no saldo de empregos | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Foto: ArquivoJM

Bagé fechou o ano de 2020, marcado pela pandemia de Covid-19, com variação negativa de empregos. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o município teve uma perda de 192 postos de trabalho ao longo do ano. A cidade apresentou uma ligeira melhora no último semestre do ano, principalmente entre julho e novembro, quando o saldo se manteve positivo. Uma queda foi contabilizada em dezembro, para encerrar o ano como começou: com variação negativa.

De janeiro a dezembro, ocorreram 4.295 contrações contra 4.487 desligamentos. Durante o período, portanto, ocorreram 192 demissões a mais que o número de admissões. Os resultados oscilaram de mês em mês. O ano iniciou com variação negativa do número de empregos, mas, em março, o número de contratações aumentou. O mês de março foi marcado pelo primeiro caso de Covid-19 no município, quando ocorreu o lockdown.

Nos meses posteriores, o saldo caiu e se manteve assim de abril a junho. Inclusive, neste trimestre foi registrado o pior resultado do ano de 2020: em maio foram contabilizadas 215 admissões e 469 desligamentos no mercado de trabalho, gerando um saldo negativo de 254 postos de trabalho fechados.

Um dos setores com a maior parcela de responsabilidade pelo resultado negativo, em maio, foi o comércio, o maior saldo negativo, entre 126 admissões e 232 desligamentos. Em valores percentuais, a indústria teve a maior variação negativa, com -2,53%.

Logo em seguida a variação voltou novamente a ser positiva: de julho a novembro, a média de contratações foi superior aos desligamentos. Próximo ao final do ano, com as atividades mais flexibilizadas pelos protocolos de segurança e com a proximidade das festas de final de ano, houve um aumento significativo nas contratações.

Novembro foi o mês que alcançou os melhores índices do ano, com 481 admissões contra 275 desligamentos. O maior índice percentual de contratações neste mês aconteceu no setor do comércio, com abertura de 145 vagas de emprego. Em seguida vem a construção civil, com 27 postos de trabalho abertos.

Considerando os resultados mensais de todo o ano de 2020, o setor de serviços foi o que apresentou maior variação negativa, com -2,76%, registrando 1.268 admissões e 1.454 desligamentos. O único setor que apresentou saldo positivo no ano – ainda que os resultados sejam mais tímidos - foi o comércio, já que admitiu 2.187 pessoas e desligou 2.140.

 

Mulheres e pessoas com Ensino Médio completo sofreram mais com as demissões
Com maioria das contratações entre 18 e 24 anos e 30 a 39 anos, as mulheres tiveram saldo negativo maior que os homens entre admissões e desligamentos. Enquanto foram contratados 2.568 homens e 1.727 mulheres, foram desligados 2.624 homens – representando saldo negativo de 56 vagas -, e 1.863 mulheres, ou seja, saldo negativo de 136 postos de trabalho perdidos por elas.

Já em relação ao grau de instrução, trabalhadores com Ensino Médio Completo entraram para a estatística duplamente: como o grupo com maior número de contratações - 2.661 realizadas durante o ano – e de desligamentos, com 2.721.

 

Hulha Negra e Candiota salvam índices da região com variação positiva
No contexto regional, Hulha Negra e Candiota foram os dois municípios com mais motivos para celebrar os dados do cadastro. Ambos ficaram com saldo positivo – Candiota teve variação positiva de 44 postos de trabalho, enquanto Hulha Negra teve o maior saldo positivo da região, com 106 vagas formais ocupadas. Assim como Bagé, Aceguá registrou saldo negativo, com a perda de 12 postos de trabalho formais. Foram admitidas 172 pessoas com carteira assinada durante o ano, com demissão de 184.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online