MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Cideja retoma debate sobre pavimentação da Rota da Produção

Em 11/02/2021 às 01:20h
Jaqueline Muza

por Jaqueline Muza

Cideja retoma debate sobre pavimentação da Rota da Produção | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
obra deve iniciar na Colonia NovaFoto: ArquivoJM

A pavimentação da Rota da Produção, antes denominada de Transcampesina, retornou à agenda de prioridades o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico (Cideja), que abrange Herval, Pedras Altas, Pinheiro Machado, Candiota, Hulha Negra e Aceguá. O projeto foi idealizado em 2012, contemplando a estrada que interliga os municípios pelo meio rural e possui mais de 150 quilômetros de extensão.

O prefeito de Candiota e presidente do Cideja , Luiz Carlos Folador, articula reuniões virtuais com os governos do Brasil e do Uruguai, para tratar do tema. Nesta semana, Folador, juntamente com vice-prefeito de Candiota, Paulo Brum, e a ex-vereadora de Aceguá, Liziane Jardim, que está atuando como assessora especial do presidente do Consórcio, tiveram encontro virtual com o diretor nacional de desenvolvimento do Uruguai,  Federico Perdomo, e uma reunião com a diretora de relações internacionais do Ministério do Planejamento brasileiro, Silvia Drummond. “É necessário que as autoridades de ambos países (Brasil-Uruguai) tenham dimensão da importância da obra. Muito em breve iremos nos reunir com outras autoridades uruguaias, como intendentes, deputados, senadores e o presidente Lacalle Pou. Esse sonho, como costumo dizer, ligará os municípios”, disse Folador.

A elaboração do projeto técnico de execução da rodovia foi assinada em janeiro de 2016. Conforme Liziane, as tratativas estão sendo retomadas aos poucos. Ela explica que já foi solicitado à empresa responsável pelo projeto, a atualização dos custos, e, com isso, o Cideja deve buscar financiamentos e parcerias para executar a obra. “Estamos buscando alternativas, através do Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata)”, pontua.
Beirando a fronteira com o Uruguai, a obra deve facilitar a vida de cinco mil famílias de pequenos, médios e grandes produtores rurais, quilombolas e assentamentos da reforma agrária. Estima-se que a pavimentação beneficiaria direta e indiretamente cerca de 100 mil pessoas. A estimativa, segundo Liziane é que o valor da obra chegue a R$ 150 milhões.

O primeiro estágio da via, que é uma extensão da RS 615, abrange um trecho da pavimentação entre o Hospital da Colônia Nova, em Aceguá, até a sede do município de Hulha Negra, compreendendo cerca de 30 quilômetros da obra.

 

Mobilização

A luta pelo asfaltamento da via começou no início dos anos 2000, quando a população da região elegeu a demanda como uma prioridade do Orçamento Participativo, implantado no Rio Grande do Sul pelo ex-governador Olívio Dutra. Duas décadas depois, ainda segue sendo uma esperança para a população, porque é vista como fundamental para o desenvolvimento da Região Sul e para a integração Brasil-Uruguai, e deve facilitar o escoamento da produção de uma região de alta capacidade produtiva. Além disso, facilita o acesso à saúde e educação.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online