MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Covid-19 atinge natalidade e Cartório de Bagé registra menor número de nascimentos em janeiro

Em 18/02/2021 às 08:55h

por Melissa Louçan

Covid-19 atinge natalidade e Cartório de Bagé registra menor número de nascimentos em janeiro | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Nove meses após o primeiro mês com a pandemia instalada no Brasil, registros de nascimentos atingem o menor patamar, em r

A pandemia do novo coronavírus não só deixou um rastro de mais de 80 mortos entre a população bajeense, como também começa a causar impactos futuros, atingindo as taxas de natalidade no RS. Levantamento da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (Arpen/RS), com base nos registros de nascimentos realizados no único Cartório de Registro Civil existente no município, mostra uma queda de 20,59% nos nascimentos em janeiro de 2021, primeiro mês após o período normal de gestação, desde a chegada da Covid-19 no Brasil, em que os casais optaram por ter filhos ou não, já com a crise sanitária instalada no País.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil (https://transparencia.registrocivil.org.br/inicio), repositório de estatísticas dos atos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). Em janeiro deste ano, foram realizados 135 nascimentos, número 20,59% menor que o registrado em janeiro do ano passado, quando houve 170 registros. O número é ainda 21 pontos percentuais menor que a média municipal do mês de janeiro desde 2004, que é de 1,11% ao ano, número que se repete quando se olha o período anual.

No Rio Grande do Sul, os números de nascimentos em janeiro também tiveram queda. Foram realizados 10.684 nascimentos, número 14,53% menor que o registrado em janeiro do ano passado, quando houve 12.501 registros. O número é ainda quase 15 pontos percentuais menor que a média histórica nacional do mês de janeiro desde 2002.

O número de nascimentos registrados em 2021 ainda pode vir a aumentar, assim como a variação da média anual, uma vez que os prazos para registros chegam a prever um intervalo de até 15 dias entre o nascimento e o lançamento do registro no Portal da Transparência. Além disso, alguns estados brasileiros expandiram o prazo legal para comunicação de registros em razão da situação de emergência causada pela Covid-19.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online