MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Segurança

Necropsia aponta que taxista vítima de latrocínio morreu de embolia pulmonar e infarto do miocárdio causados por tiro

Em 06/03/2021 às 09:06h
Rochele Barbosa

por Rochele Barbosa

Necropsia aponta que taxista vítima de latrocínio morreu de embolia pulmonar e infarto do miocárdio causados por tiro | Segurança | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Divulgação

Ailton Márcio Alvira, de 45 anos, morreu na manhã de sexta-feira, dia 5, após ficar internado desde 28 de janeiro, devido a um tiro que levou no rosto, quando foi vítima de um latrocínio.

O crime ocorreu na noite do dia 28 de janeiro deste ano, por volta das 23h, na Avenida Sete de Setembro, próximo à praça do Coreto, quando três indivíduos solicitaram transporte para Alvira, que estava passando no local. Durante a corrida até o bairro Passo das Pedras, os acusados pediram para que o motorista parasse em um posto de gasolina, no trevo do KM 21, quando um deles apontou uma arma e anunciou o assalto.

A vítima tentou sair do carro e o criminoso fez o disparo, que atingiu o rosto de Alvira. Após, os criminosos empreenderam fuga, em direção à Santa Thereza, e foram até a cidade de Candiota, onde abandonaram o veículo. O carro foi encontrado um dia depois em frente ao CTG Luiz Chirivino. Próximo ao local, também estava a carteira da vítima.

Os três homens envolvidos no crime foram detidos por agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Delegacia de Polícia de Candiota, sendo dois adultos e um adolescente.

Alvira, conforme a necropsia, morreu vítima de embolia pulmonar e infarto do miocárdio como consequência de lesão perfuro cortante contundente (projétil de arma de fogo), segundo o laudo. Ele deixa a esposa Miriam Furquim Gonçalves Alvira e os filhos Elliezer e Enrique. O velório ocorreu na Capela Sagrado Coração de Jesus da Funerária Padre Germano e o sepultamento no Cemitério da Santa Casa de Caridade de Bagé.  

Galeria de Imagens
Leia também em Segurança
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online