MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Município pretende ampliar Casa de Acolhimento Transitório para idosos

Em 04/04/2021 às 08:10h
Jaqueline Muza

por Jaqueline Muza

Município pretende ampliar Casa de Acolhimento Transitório para idosos | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Foto: ArquivoJM

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi) está buscando um novo prédio para ampliar o número de vagas oferecidas pela Casa de Acolhimento Transitório Yayá Vernieri (Catyve). O lar geriátrico, situado na zona sul da cidade, é destinado ao acolhimento exclusivo de pessoas idosas que sofrem de vulnerabilidade psicossocial.

De acordo com o titular da Smasi, Graziane Lara, a estrutura está operando na capacidade máxima, devido ao aumento da demanda. Ele salienta que a pasta renovou, esta semana, o convênio com a Fundação Geriátrica José e Auta Gomes, que dá suporte para o acolhimento. “Estamos trabalhando para acolher os idosos da melhor forma possível”, resumiu.

Graziane salienta que, na atualidade, a Catyve tem a capacidade para acolher seis pessoas. Ele salienta que o encaminhamento é realizado através das ordens judiciais e após o atendimento das assistentes sociais é realizado o acolhimento. “Queremos dobrar o número de vagas na Catyve”, disse.

A Casa de Acolhimento foi inaugurada em 2013.  À época, foi a primeira nesse modelo no Rio Grande do Sul e considerada uma alternativa para idosos em vulnerabilidade social como abandono, violência familiar, negligência e outras  situações. A ideia é que os idosos possam ficar três meses na Casa. Durante esse período, a situação que o coloca em risco deve ser resolvida. O espaço foi uma das demandas mais votadas do Orçamento Participativo de 2009.
 

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online