MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Após mais de um mês de internação, idosa de 89 anos recebe alta no Hospital Universitário

Em 13/04/2021 às 19:39h
Melissa Louçan

por Melissa Louçan

Após mais de um mês de internação, idosa de 89 anos recebe alta no Hospital Universitário | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Com muita alegria e festa, a família foi recebê-la na saída do HU - Divulgação/HU

Após 40 dias internada no Hospital Universitário da Urcamp, a idosa Maria Francisca Lacerda Feijó teve alta na manhã desta terça-feira. Com muita alegria e festa, a família foi recebê-la na saída do HU, onde estava nos leitos clínicos de recuperação para pacientes contaminados pela covid-19. Agora, a idosa poderá celebrar os 90 anos em casa, junto à família, no próximo mês.

A filha, Paula Feijó Brose, explica que a mãe começou a apresentar febre pouco depois de realizar a segunda dose da vacina Coronavac. Na época, a família pensou se tratar de alguma reação à vacina. Porém, após uma das filhas positivar para o vírus, Maria Francisca realizou um exame, que também a diagnosticou com o vírus.

A família a levou até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), onde um exame revelou uma mancha no pulmão. A idosa foi internada no mesmo dia no Hospital Universitário, para acompanhamento dos sintomas, por se tratar de uma pessoa dentro do grupo de risco. Já no hospital, a idosa teve piora no quadro pulmonar. Mas, na semana passada, começou a apresentar melhora e teve alta na manhã de hoje.

Mesmo em casa, a idosa deverá manter uma rotina de fisioterapia pulmonar, aliado com o oxigênio via cateter nasal, enquanto os médicos julgarem necessário. “Ela nunca teve outros problemas de saúde,  somente os pulmões foram comprometidos pela covid”, explica a filha. Uma consulta com pneumologista, amanhã, deve dar mais detalhes do tratamento que a idosa seguirá em casa.

Enquanto esteve internada, a idosa esteve lúcida o tempo todo e, inclusive, conversava com a família por vídeochamada todos os dias. O amor dos familiares e o tratamento e acompanhamento dos profissionais da saúde que cuidaram de Maria Francisca, no Hospital Universitário, foram primordiais para a recuperação da idosa, de acordo com a filha. Paula, inclusive, agradeceu a equipe que acompanhou a recuperação das mães. “Foi maravilhoso, só temos gratidão com toda a equipe, incansáveis, amorosos. Ela foi muito bem tratada”, destaca.

Sobre presenciar um caso de recuperação de uma idosa no grupo de risco, em meio a notícias diárias de óbitos de pacientes com o mesmo perfil, Paula acredita que o caso poderia ter sido agravado caso a mãe não tivesse recebido a imunização. “Acho que se ela não tivesse feito a vacina, poderia ter sido pior. Talvez a vacina tenha amenizado o problema”, avalia.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online