MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Vigilância em Saúde notificou quatro focos de mosquito da dengue em Bagé

Em 17/04/2021 às 14:30h
Jaqueline Muza

por Jaqueline Muza

Vigilância em Saúde notificou quatro focos de mosquito da dengue em Bagé | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Agentes retomara levantamento estratégico | Foto: Divulgação

Para evitar a proliferação do Aedes Aegypti em Bagé, mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela, os agentes de combate à endemias da Vigilância em Saúde retomaram os trabalhos de Levantamento de Indice (LI) que haviam sido suspensos, ano passado, e o Levantamento Estratégico (LE) em locais específicos como borracharias, cemitérios, ferros-velhos, entre outros.

De acordo com o coordenador da Vigilância em Saúde, Geraldo Gomes, em 2020 foram notificados 23 casos de mosquito contaminado com dengue e quatro foram confirmados. Também houve notificações de mosquitos com zika, mas nenhum se confirmou. Em 2021, até o momento, já foram identificados quatro focos do mosquito, mas nenhum contaminado.

Conforme Gomes, no levantamento estratégico, que conta com cerca de 40 armadilhas, 50% dos locais deram positivo para o Aedes Aegypti e, para evitar o aumento, 100% dos locais recebeu tratamento por parte dos agentes. “Neste momento, estão realizando a vistoria nos domicílios”, disse.

O coordenador pede que a população seja receptiva aos agentes comunitários e ressalta que as equipes fazem as visitas munidas com Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para evitar a proliferação do coronavírus. Segundo informações da Vigilância, é  importante a eliminação dos focos durante todas as estações do ano, visto que cada fêmea pode dar origem a até 1,5 mil novos mosquitos durante o ciclo de vida, distribuídos em diversos criadouros.

Para diminuir a possibilidade de proliferação, é importante manter garrafas, potes, pneus e baldes sem água e se possível com o bocal virado para baixo. Remover as águas que se acumulam nos pratinhos de plantas, manter caixas d’água tampadas e piscinas tratadas com cloro. Quando for armazenar água, procurar fazer em recipientes fechados ou dar devido tratamento com cloro/água sanitária.

Para informações e esclarecimentos, a Vigilância em Saúde fica localizada na Avenida Barão do Triunfo, nº 663, e o telefone para contato é (53) 3312 4212 ou 33122624.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online