MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

ELLAS

Alber Elbaz em 10 lições ...

Por Janine Pinto | Estilista

Em 01/05/2021 às 00:05h
Viviane Becker

por Viviane Becker

Alber Elbaz em 10 lições ... | ELLAS | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Foto: Reprodução

Alber Elbaz é o estilista audacioso cujas criações voltaram a fazer da famosa casa de moda francesa Lanvin uma referência na indústria antes de sua demissão, em 2015. Elbaz morreu no sábado (24), em decorrência de complicações da Covid-19. Ele deixa um legado inestimável, seja como criador e como ser humano, tão diferente dos demais. Passo, resumidamente, um pouco da história de Alber. Certamente o mundo da moda perdeu um pouco do seu brilho com a partida prematura, deste gênio.

1. Nascido no Marrocos, Alber Elbaz começou sua carreira com o estilista americano Geoffrey Beene, em Nova York, antes de ser contratado por Guy Laroche.

2. Então assumiu a difícil tarefa de substituir Yves Saint Laurent na linha prêt-à-porter do francês, em 1998, antes de ingressar na Lanvin, em 2001.

3. Ao seu comando por 14 anos, conseguiu a façanha de devolver o brilho à Lanvin, a marca de alta costura mais antiga da França.

4. Ele afirmou seu estilo e sua visão da moda feminina. Uma moda funcional que deve acompanhar os corpos e valorizá-los.

5. Também assinou uma coleção, em 2010, para o gigante magazine sueco H&M, presente em diversos países.

6. Em 2015, foi demitido da Lanvin. Uma partida brutal e traumática para o criador, que teve dificuldades em se recuperar. Nos anos seguintes, manteve a discrição, produzindo algumas colaborações. Notavelmente, assinou uma coleção para Tod's, outra marca grande, desenvolvendo bolsas e sapatos e outra coleção para a marca de tênis Converse.

7. No final de 2019, juntou forças com a marca suíça Richemont para criar a sua própria marca, "AZ Factory", que pretendia ser "funcional e adequada a todos". "É um novo começo. Uma marca de luxo digital baseada em inovação e tecnologia, mas, acima de tudo, um lugar para experiências e experimentar novas ideias", disse ele no lançamento de sua marca.

8. Um novo começo logo interrompido e que deixa o mundo da moda de luto, poucos meses após a morte de Kenzo, que também faleceu de Covid-19.

9. Em depoimento à toda poderosa da moda, Suzy Menkes falou: "Alber Elbaz, o costureiro fino, sábio e caprichoso que dava prioridade às mulheres, faleceu após três semanas de luta contra a covid", afirmou no Instagram.

10. "Trágico desaparecimento de Alber Elbaz, grande estilista e grande artista, intensamente apegado ao know-how, querendo inovações das quais entendia toda a extensão e necessidade. Tinha imenso talento e genialidade. Imensa tristeza", reagiu, no Twitter, o presidente executivo da Federação de Alta Costura e Moda da França, Pascal Morand.

Assim, nos despedimos do mais humano entre todos os criadores!

 

box

"As mulheres são mais independentes, ousam mais. Não dependem do marido para comprar um vestido. Também não dependem de um estilista (...) Uma peça de roupa deve acompanhá-las. Elas desejam se mover com, viver com. O movimento é essencial para mim, é a vida", disse ele em entrevista à revista L'Express, em 2008.

Galeria de Imagens
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

plantao@jornalminuano.online
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

comercial@jornalminuano.online
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

central@jornalminuano.online