MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Fogo Cruzado

Câmara aprova projeto que define procedimentos em caso de perda gestacional

Em 17/05/2022 às 07:44h

por Redação JM

Câmara aprova projeto que define procedimentos em caso de perda gestacional | Fogo Cruzado | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Projeto foi apresentado pela vereadora Beatriz Souza / Foto: Divulgação

A Câmara de Bagé aprovou, ontem, o projeto de lei de autoria da líder do PSB, vereadora Beatriz Souza, com colaboração da Psicóloga Victhória Silva e da mãe Roseane Bueno Largaro, representantes do projeto Raio de Sol, que tem como objetivo prestar apoio a famílias que sofrem com o luto peri e neonatal. A legislação só depende de sanção para entrar em vigor.

O projeto cria diretrizes para o atendimento de famílias que sofrem com mortes gestacionais ou pós-natais, em hospitais públicos e privados, assim como determina procedimentos de como: identificar as mães para evitar constrangimentos, oportunizar à família a decisão sobre o sepultamento, fornecer objetos e lembranças que colaborem na elaboração do luto e comunicar a unidade de saúde na qual a família pertença para o devido atendimento.

A redação aprovada prevê outras ações e medidas que visam humanizar o acolhimento através da qualificação dos profissionais de saúde do município, melhorando a qualidade de vida dos enlutados, mesmo após a perda, e evitando complicações associadas ao luto.

A colaboradora e psicóloga, Victhória Silva explica a importância de debates como esse e a naturalização da morte. “Aprender a conviver com a morte é essencial para a saúde mental e embora a gente saiba que é muito dolorido, é importante que seja discutido de forma natural entre todos e não carregado de tabus como sempre, é sobre criar memórias que possam ajudar na elaboração da dor, pois a despedida é importantíssima para a concretização da perda”, afirma Victhória.

Para Beatriz, é um tema de extrema relevância, com necessidade de ser explanado e debatido, especialmente em espaços políticos e com poder de decisão. “É muito importante a aprovação de um projeto assim, que estabelece acolhimento e respaldo legal para famílias que sofrem com esse tipo de perda não se sentirem desamparadas e é uma honra para, como representante da população, ser autora do projeto”, afirma a vereadora.

Galeria de Imagens
Leia também em Fogo Cruzado
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br