MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Empreendedor

Fenadoce encerra com 1,8 milhão de doces vendidos e 313 mil visitantes

Em 20/06/2022 às 11:15h

por Redação JM

Fenadoce encerra com 1,8 milhão de doces vendidos e 313 mil visitantes | Empreendedor | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Evento teve duração de 17 dias | Foto: Alair Junior/Fenadoce

“A Fenadoce das Fenadoces”: essa é a definição que tem sido usada para a 28ª Fenadoce, que encerrou no domingo, dia 19, em Pelotas, com números recordes. Em 17 dias de eventos, foram 1.800.000 unidades de doces vendidas e 313 mil visitantes que passaram pelos pavilhões do Centro de Eventos. Essa edição também recebeu 735 excursões, além de um alto fluxo de carros 30% acima dos outros anos com placas de várias localidades, e mais de 45.000 alunos da rede pública de ensino da região de forma gratuita. A Feira da Agricultura Familiar também registrou o maior número desde que é realizada no evento: foram mais de R$ 1 milhão em volume de vendas neste ano. O tema da Fenadoce 2022, “Doces (re)encontros”, também valorizou a retomada do evento e da esperança.

O sucesso da feira tem sido encarado como um reflexo da importância do evento para toda a região. “As pessoas ficaram dois anos sem a Fenadoce, e nisso incluímos desde alguém que visita com a família até o produtor rural, a doceira e até mesmo a rede hoteleira da cidade. É uma cadeia inteira que se movimenta com essa feira, e provamos isso mais do que nunca: essa é a Fenadoce das Fenadoces, temos muito para comemorar e nos inspirar para o próximo ano”, destaca Enio Ferreira, membro da Comissão Organizadora da feira.

A presidente da Associação das Doceiras, Simone Bica, destaca que a retomada do evento significa um novo momento para todo o setor e destaca mais uma vez a força da tradição doceira. “Os doces representam Pelotas, conquistam os turistas, atraem milhares de visitantes. Esse é um tesouro que nós temos e precisamos valorizar. A Fenadoce neste ano destacou ainda mais a nossa força doceira, e em número de vendas superamos todas as expectativas desde os primeiros dias”, salienta.

Entre as excursões, os ônibus chegaram de cidades como Campo Bom, Carlos Barbosa, Lajeado, Santa Maria, São José do Norte, Porto Alegre, Caxias do Sul, Viamão, entre outras. O que chamou atenção foi a chegada frequente de excursões do Uruguai, além de uma movimentação intensa de carros com placas de várias cidades do Estado e países vizinhos, que registrou um aumento de 30% no fluxo acima dos anos anteriores. “Fomos positivamente surpreendidos. Estamos acostumados a esse fluxo, mas desta vez foi acima da média, recebemos grupos em seus carros de passeio de todos os lugares”, afirma Enio Ferreira.

Em 2019, a 27ª edição havia registrado 246 mil visitantes com 1,3 milhão de doces vendidos. Além disso, foram mais de 900 excursões e 45 mil alunos que visitaram o evento. A Feira da Agricultura Familiar havia finalizado com cerca de R$ 730 mil em vendas.
 
Arte, cultura e responsabilidade social
A Fenadoce retomou neste ano uma tradição que já esteve presente em edições antigas: o doce gratuito para cada visitante com ingresso. Segundo Enio Ferreira, essa foi uma prioridade da organização. “Precisávamos dizer para os nossos visitantes o quanto estávamos ainda mais felizes de recebê-los, e nada melhor do que oferecer um doce gratuito”, explica.
 
A feira também entregou um presente especial para os mais de 45 mil alunos da rede pública de ensino da região, que visitaram o evento de forma gratuita. A ação é feita em parceria com as escolas, que agendam previamente a ida das turmas para conhecerem a Fenadoce e a história de Pelotas. Neste ano, os alunos também receberam um doce  e ingresso para brincarem no parque de diversão.
 
O que também não ficou fora da feira neste ano foi a Fenadoce Cultural, que promove música e dança nos quatro palcos espalhados pelo Centro de Eventos: um na Cidade do Doce, outro na Estância Princesa do Sul e dois na Praça de Alimentação. O objetivo da Fenadoce Cultural é sempre promover um espaço para que talentos locais possam ficar mais próximos ao público e divulgar o seu trabalho. Neste ano, muitos artistas reencontraram o público pela primeira vez nos palcos da feira e se emocionaram com esse momento após o período da pandemia. A iniciativa gera trabalho e renda para vários profissionais do setor que atuam em Pelotas e na região, impulsionando a arte e a cultura local.
 
O Festival de Gastronomia também retornou, promovendo uma série de oficinas no formato aula-show, onde os visitantes da feira aprenderam de forma gratuita sobre receitas de doces variados do mundo todo. As aulas foram ministradas pelos professores e alunos do curso de Gastronomia da Universidade Federal de Pelotas.
 
Salão de Desenvolvimento, Turismo e Inovação

Uma das novidades da programação nesse ano foi o espaço do Salão de Desenvolvimento, Turismo e Inovação, criado através da parceria entre o Sebrae e a Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Pelotas. Ao longo de toda a feira, o espaço promoveu palestras, rodada de negócios, encontros com gestores municipais da região, debates sobre empreendedorismo e cases de histórias inspiradoras com empresas regionais. O Salão também promoveu painéis sobre temas importantes para a região, como educação, turismo e ideias inovadoras que podem inspirar mais transformações sociais, funcionando como um ambiente de networking, aprendizados e novas perspectivas para o futuro.
 
Comissão Organizadora
Neste ano, a Comissão Organizadora da feira também trouxe novas visões para o evento, unindo conselheiros gestores e consultivos da Câmara de Dirigentes Lojistas de Pelotas (CDL), realizadora do evento, e também das doceiras. Essa união de diferentes perspectivas deu ainda mais novas ideias para a Fenadoce. A Comissão mista, coordenada por Adriane Silveira, foi composta pelos conselheiros gestores Daniel Centeno, Enio Ferreira, Max Teogenes Michels e Marcia Krause, além dos conselheiros consultivos Eliane Sedrez, Gustavo Gularte, Ariel Ferreira João e Luciana Silveira da Silva, que também é representante das doceiras.
 
A Fenadoce 2022 é realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Pelotas com apoio institucional do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Prefeitura de Pelotas e Câmara Municipal de Pelotas. O patrocínio é do Banrisul, Osirnet e Empório Gelei, além do apoio da Ecosul e Sicredi.

Galeria de Imagens
Leia também em Empreendedor
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br