MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Campo e Negócios

Bagé sediará evento destinado a alavancar produção de cordeiros

Data de realização, conforme divulgado, será no dia 23 de agosto

Em 03/08/2022 às 06:42h

por Redação JM

Bagé sediará evento destinado a alavancar produção de cordeiros | Campo e Negócios | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Foto: Antônio Rocha

A Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais no Rio Grande Sul (Fetar-RS) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) iniciaram, na semana passada, a busca de dados e informações junto aos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, em especial Bagé e Sant'Ana do Livramento, inicialmente, em entidades como a Embrapa, para a realização de uma oficina sobre a Cadeia do Cordeiro na Região de Alto Camaquã. A data de realização, conforme divulgado, será no dia 23 de agosto, em Bagé.

A intenção é debater com todos os atores da cadeia oportunidades de desenvolvimento, desde o assalariado, que depende do sucesso da atividade do empregador, até o frigorífico. Todos os agentes serão convidados a participar deste trabalho, anunciou a Fetar-RS.

O diretor-financeiro da Federação, Denílson Aguiar, explica que o objetivo da oficina é atualizar dados, debater os problemas e desafios para, em seguida, sair em busca de aporte financeiro para alavancar a cadeia produtiva do cordeiro. "Não temos dúvidas de que será uma ótima oportunidade para o trabalhador, o pecuarista familiar, o empresário, enfim, a economia da região como um todo", justifica o dirigente.

O economista Ricardo Franzoi, do DIEESE, explica que serão ainda debatidos os desafios que permanecem e oportunidades criadas como resultado de um primeiro diagnóstico na cadeia do cordeiro realizado entre os anos 2015-2017. Além disso, devem ser estabecidas indicações ao Ministério de Desenvolvimento Regional alternativas para serem incorporadas num plano de políticas públicas de apoio a projetos para estruturação e dinamização de atividades produtivas ao desenvolvimento da Rota do Cordeiro Alto Camaquã. Neste sentido, o deputado Elvino Bohn Gass é autor de uma emenda solicitada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Assalariados Rurais (CONTAR).

Franzoi destaca que as experiências mostram que a participação tem maior sucesso à medida que os processos de construção do diagnóstico são compartilhados e a comunidade se reconhece na indicação de projetos para um plano de ação de desenvolvimento do território.

Galeria de Imagens
Leia também em Campo e Negócios
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br