ANO: 25 | Nº: 6398
15/06/2017 Cidade

Mostra Científica reúne pesquisas de várias áreas da saúde

Foto: Claudenir Munhoz

Acadêmicos de Farmácia reuniram cerca de 40 trabalhos
Acadêmicos de Farmácia reuniram cerca de 40 trabalhos

Mais de 100 trabalhos foram apresentados na noite de terça-feira, na 4ª Mostra de Iniciação Científica do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade da Região da Campanha (Urcamp). O evento ocorreu no prédio central da instituição. A mostra, que também apresentou as atividades integradoras, teve como tema “Saúde e Educação”. Na abertura, a diretora do CCS, professora Mônica Palomino, parabenizou todos os discentes pelo empenho e dedicação nos trabalhos. “Isso mostra que o centro produz pesquisa. É muito orgulho e satisfação ver esse resultado”, disse.

A vice-reitora da Urcamp, professora Núbia Juliani, falou do sentimento de orgulho ao ver as dependências do prédio lotadas de produções. “Emocionei-me. Sigam pesquisando e vocês vão longe”, incentivou.

Vários temas foram pesquisados pelos acadêmicos e o resultado surpreendeu a muitos que dedicaram um bom tempo para concluir a produção. O aluno do sétimo semestre do curso de Medicina Veterinária, José Carlos Schirmann, 21 anos, fez um relato de caso sobre a “Urolitíase em ovinos”. “Essa doença rompe o sistema urinário se não for tratada. Por isso, é importante o tratamento emergencial. É preciso tomar a atitude certa”, explicou.

As acadêmicas de Psicologia, Izabel Ianzer, 44 anos, Iziéli Bettanzo, 22 anos, e Lorena Vieira, 53 anos, pesquisaram sobre a “Homossexualidade e adoção: abordagem psicológica e jurídica”. A proposta do trabalho foi verificar como as áreas do direito e da psicologia estão trabalhando no processo de adoção. “Conseguimos identificar que eles estão na mesma linha e que a preocupação hoje está voltada para a criança. Alguns tabus estão sendo quebrados”, relataram as discentes.

Todos os cursos da saúde apresentaram um diferencial na mostra, como, por exemplo, o de Farmácia, que reuniu cerca de 40 trabalhos. Além disso, os acadêmicos fizeram demonstrações de aromas, óleos, entre outros produtos realizados por eles. As atividades estiveram vinculadas às disciplinas de Estágio em Farmácia Comunitária, Farmacotécnica Homeopática, Farmácia Hospitalar e Físico-química. Essa proposta faz parte de uma atividade curricular e que contempla o processo de avaliação acadêmica. 

De acordo com a professora Ana Paula Simões Menezes, o aprendizado deve estar ligado à vivência, pois conciliar o ensino e a pesquisa é uma metodologia de apreensão do conhecimento. “Na disciplina de estágio em Farmácia Comunitária, por exemplo, todos os alunos desenvolveram suas pesquisas no ambiente do estágio, oportunizando o despertar humanístico-crítico-reflexivo com base na observação de fatos da realidade e contextualizando com os saberes teóricos de base”, detalhou a docente. 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...